fbpx
32.3 C
Tomar

DECO alerta para falta de equidade nos preços da água

Relacionadas

Cem Soldos: Todos os caminhos vão dar aos Bons Sons

Lena d’Água, Rui Reininho, Aldina Duarte, B Fachada são alguns dos nomes que este ano participam no...

Hóquei em patins: Sistema de Revisão de Vídeo (SRV) é novidade na Elite Cup, de 2 a 4 de setembro, em Tomar

O sorteio da sexta edição da Elite Cup foi realizado hoje, quarta feira, ao início da tarde....

Programa “Olhá Festa” emite em directo “Viver Ferreira do Zêzere”

"Olhá Festa", que percorre o país durante o mês de agosto, será transmitido...

Fado de Coimbra na Sertã a 13 de agosto

No próximo sábado, 13 de agosto, a partir das 21h30m, o Logradouro da...

Hong Kong ainda mais próspera nos próximos cinco anos

No discurso que proferiu nas celebrações do 25.º aniversário da reintegração de Hong Kong, o Presidente chinês,...

Um estudo com base nas tarifas aplicadas no ano de 2021 que comprova diferenças que chegam a superar os 400 euros por ano. Na nossa região poucos são os concelhos onde os tarifários são mais reduzidos, é o caso de Vila de Rei, Golegã e Constância.

A DECO PROTESTE, organização de defesa do consumidor, analisou as tarifas dos serviços de abastecimento de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos, incluídas nas faturas de água cobradas aos cidadãos nos 308 municípios do país. Segundo os dados apurados, existem discrepâncias acentuadas.

Os cerca de 200 quilómetros que separam a Trofa, no distrito do Porto, de Vila Nova de Foz Côa, no da Guarda, ficam aquém, simbolicamente, da distância que os afasta na conta que os seus habitantes pagaram, em 2021, pela água que saiu das torneiras das suas casas, e ainda pelo seu tratamento e pelo serviço de resíduos sólidos. Se os primeiros desembolsaram 503 euros por 120 m3, os segundos ficaram-se por 88,20 euros – menos 414,80 euros.

Uma família de três ou quatro pessoas, em diferentes zonas do País, e com um gasto idêntico, recebe faturas bastante desiguais. O cidadão de Vila do Conde pagou 250 euros por ano pelo abastecimento, mas, não muito longe, o de Terras de Bouro, somente 46,50. Ou, mais a sul, o de Penedono, 53,80 euros, ou ainda, nas planícies alentejanas, o almodovarense, 56,68 euros.

O saneamento (tratamento das águas residuais) apresenta, para 120 m3, um intervalo de variação acentuado de 173 euros, entre Covilhã (185,30) e Vila de Rei (12,24). Existem ainda municípios onde ainda não é cobrada a tarifa de saneamento.

O que denuncia, mais uma vez, tarifários divergentes, que resultam no tratamento pouco equitativo dos cidadãos.

Quanto ao valor da tarifa do serviço de resíduos sólidos urbanos (lixo), também cobrado na fatura ainda se mantém o cálculo em função do consumo da água, uma lógica que a DECO PROTESTE tem vindo a criticar e que, legalmente, está previsto ser alterada até 2026.

A DECO PROTESTE tem disponível um mapa interativo onde é possível saber quanto custa a fatura da água no seu município. Analise em: https://www.deco.proteste.pt/…/implementacao-payt…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Cem Soldos: Todos os caminhos vão dar aos Bons Sons

Lena d’Água, Rui Reininho, Aldina Duarte, B Fachada são alguns dos nomes que este ano participam no...

Hóquei em patins: Sistema de Revisão de Vídeo (SRV) é novidade na Elite Cup, de 2 a 4 de setembro, em Tomar

O sorteio da sexta edição da Elite Cup foi realizado hoje, quarta feira, ao início da tarde....

Programa “Olhá Festa” emite em directo “Viver Ferreira do Zêzere”

"Olhá Festa", que percorre o país durante o mês de agosto, será transmitido durante o “Jornal da Noite”...

Fado de Coimbra na Sertã a 13 de agosto

No próximo sábado, 13 de agosto, a partir das 21h30m, o Logradouro da Junta de Freguesia de Pedrógão...

Hong Kong ainda mais próspera nos próximos cinco anos

No discurso que proferiu nas celebrações do 25.º aniversário da reintegração de Hong Kong, o Presidente chinês, Xi Jinping, referiu quatro objetivos...

Viver Ferreira do Zêzere de 12 a 14 de agosto com concertinas, folclore e artistas do panorama nacional

Miguel Gameiro e João Pedro Pais são dois dos músicos que vão atuar no “Viver Ferreira do Zêzere”,evento que aglomera o “depenicar”...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -