fbpx
8.9 C
Tomar

“Queremos continuar a dar lazer e contribuir para a preservação dos nossos valores tradicionais”

Relacionadas

Leões com excelente atitude competitiva… foram penalizados mesmo à beira do fim!

Várias decisões da arbitragem deixaram, hoje, a equipa do Sp. Tomar/IPT à beira de um ataque de...

Torres Novas: detenção pelo crime de maus tratos agravados pelo resultado morte e profanação de cadáver

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, deteve, no dia 5 de março,...

Carlos Andrade: “Vacinas dão mais segurança mas não uma maior liberdade”

Segundo o presidente do conselho de administração, Carlos Andrade, em conferência de imprensa online, esta tarde, o...

Município assegura transporte para pessoas com mais de 65 anos residentes fora da cidade para a vacinação à Covid-19

A partir de segunda feira, dia 8, o Município de Tomar irá procurar garantir a deslocação das...

Igualdade de oportunidades entre as zonas rurais e a zona urbana é o objetivo do programa “Tomar Entrega por Si”

O programa “Tomar Entrega por Si” teve início a 27 de fevereiro e vai prolongar-se até à...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

Carlos Eira, 58 anos, é presidente da direção do CALMA – Clube de Atividades de Lazer e Manutenção, tendo renovado o mandato a 19 de dezembro de 2020. Nascido e criado na cidade de Tomar, é militar na situação de reforma e já vai no terceiro mandato à frente dos destinos desta associação, que tem a sua sede na antiga Escola Infante D. Henrique. Certezas já há uma: as III Léguas não se realizam este ano.

Jornal Cidade de Tomar – O que é que o trouxe até ao CALMA? Como surge a sua ligação ao clube?
Carlos Eira – Já estava ligado a uma direção, desde 2010 e depois descobri o mundo fabuloso que é o associativismo. Mas o puro associativismo, em que o nosso objetivo é servir os outros, e deixar toda e qualquer promoção pessoal de parte. Integrou-se naquilo que, no fundo já era a minha atividade de miliar, em que somos instruídos e criados para servir os outros.

Há um espírito de missão por trás, de trabalhar nos bastidores?
Para já, o trabalho do CALMA, nomeadamente desde 2015, não é um trabalho individual, mas sim de um grupo bastante vasto de cinco elementos da direção, à qual tenho a honra de presidir. É um grupo bastante homogéneo e temos em comum a forma como pudemos e devemos dinamizar atividades e também o nosso concelho. O trabalho não é individual, é de grupo.


Está há três mandatos no CALMA. Quais são os principais objetivos?
Nós temos 412 sócios, efetivos/pagantes penso que rondaremos os 300 e caracteriza-se por ser uma população extremamente sénior. O que há necessidade é de integrar sangue novo.

  • Leia a entrevista completa na próxima edição semanal

.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Leões com excelente atitude competitiva… foram penalizados mesmo à beira do fim!

Várias decisões da arbitragem deixaram, hoje, a equipa do Sp. Tomar/IPT à beira de um ataque de...

Torres Novas: detenção pelo crime de maus tratos agravados pelo resultado morte e profanação de cadáver

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, deteve, no dia 5 de março,...

Carlos Andrade: “Vacinas dão mais segurança mas não uma maior liberdade”

Segundo o presidente do conselho de administração, Carlos Andrade, em conferência de imprensa online, esta tarde, o Centro Hospitalar do Médio Tejo...

Município assegura transporte para pessoas com mais de 65 anos residentes fora da cidade para a vacinação à Covid-19

A partir de segunda feira, dia 8, o Município de Tomar irá procurar garantir a deslocação das pessoas com mais de 65...

Igualdade de oportunidades entre as zonas rurais e a zona urbana é o objetivo do programa “Tomar Entrega por Si”

O programa “Tomar Entrega por Si” teve início a 27 de fevereiro e vai prolongar-se até à retoma da atividade regular da...

Utentes da USF Santa Maria serão contactados por telefone à medida que as doses da vacina forem disponibilizadas

Iniciou-se, no passado dia 24 de fevereiro, a campanha de vacinação contra a Covid-19 na nossa região. Foram criados vários pólos de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -