fbpx
15.2 C
Tomar

Serviço de Patologia do CHMT inicia estudo à Imunidade Celular

Relacionadas

Tomar Game Festival traz o mundo dos videojogos a Tomar

O Complexo Cultural da Levada vai ser palco, entre 27 e 29 de janeiro, do Tomar Game...

TomarIniciativas anuncia programa do Carnaval 2023

A TomarIniciativas já divulgou o programa do Carnaval 2023 em Tomar, evento que decorre entre 17 e...

Câmara perde vários recursos no processo judicial que envolve o edifício do antigo SMAS

Questionada pelo vereador Tiago Carrão (PSD), na reunião de câmara, na segunda feira, sobre a possibilidade de...

Torres Novas: dois detidos por caça em área de proteção

O Comando Territorial de Santarém, através do Núcleo da Proteção Ambiental (NPA) de Torres Novas, deteve, no...

Nova Nut2 da Lezíria do Tejo, Médio Tejo e Oeste aprovada em Bruxelas

A Comissão Europeia aprovou a constituição de uma nova NUT2 que vai unir Médio Tejo, Lezíria do Tejo...

O Serviço de Patologia Clínica do CHMT propõe-se efetuar um estudo à Imunidade Celular complementando o estudo que está já efetuar junto dos profissionais de saúde vacinados contra o SARS-CoV-2. “Pretendemos testar os profissionais que assim o consentirem, verificando se existe relação entre a imunidade humoral e a imunidade celular, quer em resposta à vacinação quer à infeção, e qual a sua durabilidade ao longo do tempo”, afirma Carlos Cortes, diretor do Serviço de Patologia Clinica do CHMT, explicando que esta nova capacidade de teste “permite monitorar eficazmente a imunidade dos profissionais do CHMT contra a Covid-19”.

Depois de ter sido um dos serviços pioneiros no país a ter a capacidade para a deteção das variantes do SARS-CoV-2 do Reino Unido, África do Sul e Brasil-Manau, o Serviço de Patologia Clínica do CHMT inicia o teste​ também a imunidade celular, através da determinação da produção de Interferão-Gamma específico para o SARS-CoV-2.

Estudos recentes sugerem que a imunidade celular está presente e se mantém de forma duradoura ao longo do tempo, independentemente do nível baixo ou negativo dos Anticorpos IgG. Estes valores indicam uma proteção contra a Covid-19 a longo prazo, através de linfócitos T de memória, capazes de reconhecer e responder de forma eficaz quando em contacto de novo com o SARS-CoV-2.

O Serviço de Patologia Clínica do CHMT demonstra, assim, continuar na vanguarda do combate ao SARS-CoV-2, ao alocar recursos humanos e inovação tecnológica iniciando “este estudo pioneiro em Portugal e dos poucos que temos conhecimentos a nível internacional”, refere Carlos Cortes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Tomar Game Festival traz o mundo dos videojogos a Tomar

O Complexo Cultural da Levada vai ser palco, entre 27 e 29 de janeiro, do Tomar Game...

TomarIniciativas anuncia programa do Carnaval 2023

A TomarIniciativas já divulgou o programa do Carnaval 2023 em Tomar, evento que decorre entre 17 e...

Câmara perde vários recursos no processo judicial que envolve o edifício do antigo SMAS

Questionada pelo vereador Tiago Carrão (PSD), na reunião de câmara, na segunda feira, sobre a possibilidade de desistir do processo judicial que...

Torres Novas: dois detidos por caça em área de proteção

O Comando Territorial de Santarém, através do Núcleo da Proteção Ambiental (NPA) de Torres Novas, deteve, no dia 22 de janeiro, dois...

Nova Nut2 da Lezíria do Tejo, Médio Tejo e Oeste aprovada em Bruxelas

A Comissão Europeia aprovou a constituição de uma nova NUT2 que vai unir Médio Tejo, Lezíria do Tejo e Oeste.

Encontro Nacional LEADER 2023 com lançamento do Plano Nacional da Alimentação equilibrada e sustentável

Teve lugar, entre 10 e 12 de janeiro, em Arouca, o Encontro Nacional LEADER 2023. A iniciativa foi...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -