fbpx
22.7 C
Tomar

EPAL apresenta projeto de uma mini central hidroelétrica na maior ETA do país

Relacionadas

Creactivity Bus em Tomar de 10 a 14 de maio

O Creactivity Bus é uma iniciativa da Educaixa (parceria do BPI e Fundação "la Caixa") e vai...

Lurdes Ferromau Fernandes: “Sinto necessidade de dar o meu contributo para mudar o paradigma do que se quer para Tomar”

Esta semana, o Jornal e Rádio "Cidade de Tomar" falaram com a candidata do PSD à Câmara...

Reativada a recolha de papel e cartão no concelho

Já foi reativada a recolha de papel e cartão em todos os restaurantes, hotelaria e comércio do...

Ténis Clube de Tomar concluiu as competições na fase regional de Interclubes

O Ténis Clube de Tomar realizou, no passado fim de semana, três encontros com as suas equipas...
Ana Isabel Felício
Ana Isabel Felício
Comecei a trabalhar no Jornal Cidade de Tomar em 1999. Já lá vão uns anitos. Depois de sair da Universidade e de todas as dúvidas e dificuldades que surgem, foi-se construindo um caminho de experiência, com muitas situações, muitas pessoas, muitas aventuras e, claro, muito trabalho. Ao fim de todos estes anos, apesar de todos os percalços que a vida nos vai dando, cá estou, todos os dias a fazer o meu trabalho o melhor que sei, aprendendo com os que me rodeiam e também ensinando alguma coisa.

A EPAL apresentou, hoje, na Estação de Tratamento de Água da Asseiceira, dois projetos, um deles, a reabilitação e ampliação do sistema de Alenquer IV e o outro, a empreitada de conceção, construção de uma mini central hidroelétrica na maior ETA do país, sessão que contou com as presenças do Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes; da Secretária de Estado do Ambiente, Inês dos Santos Costa; e do Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba.

Nesta sessão, onde estiveram igualmente presentes os autarcas de Tomar e de Alenquer, foi apresentado o caminho que a EPAL “tem traçado no sentido de cada vez melhor servir a comunidade com água de qualidade e em quantidade, ao mesmo tempo que reforça o seu compromisso com a neutralidade energética e a mitigação dos efeitos das alterações climáticas”.

A empreitada de reabilitação e ampliação do sistema de Alenquer IV, com um custo de 4,3 milhões de euros, engloba genericamente a reabilitação da conduta de Alenquer numa extensão de 3600m, a execução de novas condutas num total de 4100m, a ampliação em 500m3 do reservatório de Alenquer IV, bem coma outras intervenções nos pontos de entrega de água em Casais da Marmeleira e Casal Machado. Com esta intervenção, pretende-se constituir uma infraestrutura que permita efetuar o abastecimento de água em alta, de acordo com as melhores práticas do século XXI, garantindo-se a qualidade da água com elevados níveis de eficiência e resiliência.

Sobre a construção da central hidroelétrica, relembra-se que a EPAL tem em curso o programa EPAL 0% Energia cujo objetivo é atingir, até 2025, a neutralidade energética produzindo toda a eletricidade que consume, potenciando assim a sustentabilidade das suas operações. O desenvolvimento deste programa tem previsto um investimento na ordem dos 70 milhões de euros.

Esta central, que será instalada na Estação de Tratamento de Água (ETA) da Asseiceira, e conta com um investimento de 5 milhões de euros, produzirá energia elétrica (1.5 MW) turbinando a água nas condutas que transportam água para Lisboa, fazendo com que esta seja a primeira ETA a atingir a neutralidade energética assim coma a Estação Elevatória (EE) de Castelo do Bode.

Referindo-se à junção da água e da energia, o Ministro do Ambiente salientou a importância destes projetos, destacando a construção da central hidroelétrica, pois “sabendo nós que o preço da água que consumimos nas nossas casas tem uma parcela no valor da energia, que ela tem de incorporar, devido à sua captação, transporte, elevação e tratamento, o que foi apresentado hoje, é excecionalmente inovador, pois a água que já foi captada para ser consumida pode afinal ela produzir energia”.

Como forma simbólica de lançamento do projeto, em vez da primeira pedra, foi plantado um carvalho e foi feita uma pequena explicação sobre esta árvore por Domingos Patacho, da Quercus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Creactivity Bus em Tomar de 10 a 14 de maio

O Creactivity Bus é uma iniciativa da Educaixa (parceria do BPI e Fundação "la Caixa") e vai...

Lurdes Ferromau Fernandes: “Sinto necessidade de dar o meu contributo para mudar o paradigma do que se quer para Tomar”

Esta semana, o Jornal e Rádio "Cidade de Tomar" falaram com a candidata do PSD à Câmara Municipal de Tomar, Lurdes Ferromau...

Reativada a recolha de papel e cartão no concelho

Já foi reativada a recolha de papel e cartão em todos os restaurantes, hotelaria e comércio do concelho, por parte da RSTJ.

Ténis Clube de Tomar concluiu as competições na fase regional de Interclubes

O Ténis Clube de Tomar realizou, no passado fim de semana, três encontros com as suas equipas de Interclubes. Na sexta feira,...

“O rosto dum povo | A luz de Tomar” de Tó Carvalho evidencia Rio Nabão e mundo rural português

Foi inaugurada a 26 de abril, no âmbito do Projeto Cultural de Escola, o Plano Nacional das Artes,...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -