fbpx
17.3 C
Tomar

Município de Tomar inaugura espaço TREF e lança sinalética templária europeia

Relacionadas

Elsa Ribeiro Gonçalves
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

A Praça da República, em Tomar, conta desde quinta-feira, 18 de março, com um espaço dedicado à TREF – Templar Route European Federation), criado no âmbito da presidência portuguesa da Rede Europeia dos Templários que decorre entre 2021 e 2023.

Anabela Freitas, presidente da Câmara de Tomar, explicou nesta ocasião que “desde janeiro que Tomar assumiu a presidência da Rota Europeia Templária, que passou de França para Portugal” sendo que neste dia se está a inaugurar no centro da cidade, a sede da TREF, um espaço que não será, para já, visitável, mas que vai marcar a presença da TREF em Tomar. “Temos um assessor pro-bono, o Prof Carlos Trincão, e este também pode vir a ser um espaço onde possa vir a desenvolver as suas atividades”, disse.  “O processo de criação da Rota Europeia/Itinerário cultural europeu está em análise, por parte da comissão europeia, esperamos boas notícias”, acrescentou.

Após a inauguração desta sede, e num ato simbólico, foi colocada no interior da igreja de Santa Maria dos Olivais, a primeira identificação de “Sítio Templário”, sinalética criada pelo Município de Tomar (com informação que pode ser acedida através de um QR CODE) e que pretende assinalar, nos vários países que fazem parte da Rede, todos os locais relacionados com esta temática e que integram, por isso, a respetiva Rota. “Esta sinalética foi desenvolvida pelo gabinete de comunicação da Câmara Municipal de Tomar e aprovada por unanimidade”, disse.

Igualmente, foram colocadas, na Ponte Nova, bandeirolas alusivas à presidência tomarense da TREF, bem como com o respetivo logótipo, numa alusão, também simbólica, ao prolongamento da Riba Fria, que descia do Castelo até ao Centro Cívico do século XIII, Santa Maria dos Olivais, Panteão Templário. Estas bandeiras vão ficar até ao outono. Estas iniciativas decorreram, simbolicamente, a 18 de março, 707 anos após a morte na fogueira, em Paris, de Jacques de Molay, o último Grão-Mestre Templário. 

Veja o vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas

Investidores internacionais confiam no mercado chinês

As autoridades chinesas acabam de divulgar (no dia 17 de Junho corrente) o desempenho da economia daquele país no...

“Jardim de Luz” deu mais encanto noturno ao Mouchão

O Mouchão Parque em Tomar ganhou mais encanto na noite de sábado, 15 de junho, com a exibição de...
- Advertisement -

Mais notícias