fbpx
7.4 C
Tomar

PCP de Tomar quer que a câmara assuma o papel de defensora intransigente do rio Nabão

Relacionadas

Turismo Náutico é âncora para o desenvolvimento dos territórios do interior

O Turismo Náutico é uma âncora para o desenvolvimento dos territórios de interior e um atrativo para a fixação da população jovem na...

Fernando Daniel na Festa dos Tabuleiros

Depois de “Os Quatro e Meia” e de Bárbara Bandeira, a Comissão da Festa dos Tabuleiros anunciou mais um artista que...

Ferreira do Zêzere vai a Lisboa promover o concelho

A Casa Regional e o Município de Ferreira do Zêzere assumiram o compromisso conjunto de dinamizar um...

Concelhia do PS promove almoço de ano novo depois de dois anos de interregno devido à pandemia

A Concelhia de Tomar do PS promoveu, no passado dia 28 de janeiro, o seu habitual almoço...

Exposição de aluna da Escola Profissional de Tomar patente no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha

Foi inaugurada, no passado dia 1 de fevereiro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, a...

A Comissão Concelhia do PCP de Tomar divulgou um comunicado sobre as descargas poluentes no rio Nabão, referindo-se à descarga do dia 16 de abril e considerando que “esta descarga, como muitas outras que se vão sucedendo, cada vez que chove com mais intensidade, só provam que alguém, aproveitando-se destas condições, de pluviosidade intensa, faz descargas, porque já está habituado, e passa impune sem que nada lhe suceda. Como já afirmámos várias vezes, tendo sido a última a 19 de dezembro de 2019, a autarquia tomarense tem que efetivamente se assumir como legítima e primeira entidade que pretende defender o património do concelho e o rio Nabão é o património maior de Tomar”.

Refere o PCP que a empresa intermunicipal Tejo Ambiente que gere neste momento os sistemas de abastecimento de água e saneamento básico e da qual é presidente do seu conselho de administração, a presidente da Câmara Municipal de Tomar, “ainda não apresentou à população do concelho de Tomar quais são os planos, para solucionar este grave problema ambiental, que vão ser desenvolvidos em Ourém e também em Tomar. Em Ourém onde as ETAR’S do Alto do Nabão e de Seiça que já não funcionam em condições, há muito tempo, e em que as redes de drenagem vindas desse concelho apresentam muitos problemas, para além de não haver separação entre as águas residuais e as águas pluviais. E em Tomar onde já foram identificados mais de uma dezena de focos de poluição ao longo do rio e sobre os quais nada se tem feito. A empresa intermunicipal Tejo Ambiente, porque é recente, ainda não deve ter tido tempo para definir a sua responsabilidade social e ambiental, mas isso não a impede de se pronunciar sobre as suas preocupações ambientais, caso as tenha, e sobre o impacto no ambiente destas descargas poluentes”.

Leia na edição impressa, quinta feira nas bancas, ou na edição on-line.

Foto: Paulo Marques

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Turismo Náutico é âncora para o desenvolvimento dos territórios do interior

O Turismo Náutico é uma âncora para o desenvolvimento dos territórios de interior e um atrativo para a fixação da população jovem na...

Fernando Daniel na Festa dos Tabuleiros

Depois de “Os Quatro e Meia” e de Bárbara Bandeira, a Comissão da Festa dos Tabuleiros anunciou mais um artista que...

Ferreira do Zêzere vai a Lisboa promover o concelho

A Casa Regional e o Município de Ferreira do Zêzere assumiram o compromisso conjunto de dinamizar um dia deste concelho na capital...

Concelhia do PS promove almoço de ano novo depois de dois anos de interregno devido à pandemia

A Concelhia de Tomar do PS promoveu, no passado dia 28 de janeiro, o seu habitual almoço de ano novo, regressando assim...

Exposição de aluna da Escola Profissional de Tomar patente no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha

Foi inaugurada, no passado dia 1 de fevereiro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, a exposição de ilustrações “Animais do...

Ministra Ana Mendes Godinho: “A Pedreira está a fazer história para o país”

A Pedreira recebeu, esta tarde, a Ministra do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que presidiu à assinatura do contrato de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -