fbpx
13 C
Tomar

Lanternas flutuantes encantaram nas águas do rio Nabão

Relacionadas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes,...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

O Rio Nabão, em Tomar, vestiu-se com mais encanto nas noites de 9 e 10 de junho, com toda a luz que emanou da 2.ª edição do Festival Lanternas Flutuantes. Na primeira noite, o Nabão iluminou-se com nenúfares de várias cores e na segunda foram lançadas cerca de 1000 lanternas feitas com uma base de cortiça, quatro paus de espetada, papel vegetal uma vela artesanal.

Na sexta-feira, 10 de junho, os alunos do 6 º ano do Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, concentram-se junto à ponte velha, para lançar as lanternas, sendo que já eram muitas as pessoas que estavam na rua e se preparavam para assistir ao espetáculo, a partir da ponte velha e da ponte do Flecheiro tentando captar o melhor ângulo com o telemóvel ou máquina fotográfica.

No Complexo Cultural da Levada, junto ao rio, foi dado o pontapé de saída com algumas palavras emocionadas, uma vez que para trás ficaram muitos meses de trabalho, que envolveu alunos, pais, professores e demais elementos da comunidade escolar. A construção das lanternas “atravessou todas as salas de aula”, sendo este um projeto inédito em Portugal e pioneiro na Europa.

  • Notícia desenvolvida na edição semanal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes, ilustrações de Daniela Homem e...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no dia 5 de dezembro, as...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de euros para 2023, “bastante acima...

Lar da Serra cria centro de fisioterapia para servir população

O Centro Social Paroquial Lar Nossa Senhora da Purificação, na Serra, está a divulgar o seu mais recente projeto, um centro de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -