fbpx
13.6 C
Tomar

Município de Tomar fecha contas de 2019 com um milhão de euros positivo

Relacionadas

PSD apresenta recomendação para melhorar e dignificar o Parque Empresarial de Tomar

Os vereadores do PSD na Câmara de Tomar, Francisco Madureira, Luís Ramos e Célia Bonet, apresentaram, na...

Politécnico de Tomar assinala Dia da Floresta Autóctone

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou, na segunda feira, dia 23 de novembro, o Dia da...

Vila Nova da Barquinha: município encerra equipamentos turísticos e culturais

Num esforço conjunto de contenção da propagação do Covid-19, o Município de Vila Nova da Barquinha, num...

Covid-19: atualização de dados regista 225 novos casos

O relatório epidemiológico do Médio Tejo registou, na segunda feira, dia 23, um total de 225 novos...

Cortado o abastecimento de água amanhã nos locais abastecidos pelo reservatório da Choromela

Na sequência da obra de melhoria das condições de segurança e higienização do reservatório da Choromela, da...

O Município de Tomar fechou o exercício de 2019 (último ano em cuja contabilidade foi aplicado o POCAL) com resultados positivos de 999.003,84 EUR e uma dívida total, a bancos e fornecedores, de 17,2 milhões de euros. Continua assim a verificar-se uma redução média e anual da dívida na ordem dos 9%, conforme se depreende do gráfico. Dados dos documentos de Prestação de Contas que foram aprovados na reunião de Câmara realizada no dia 8 de junho, e que serão agora e sujeitos à deliberação da Assembleia Municipal no dia 19 de junho.


Numa análise aos documentos, realce-se que a taxa de execução da receita, como indicador crítico da Lei das Finanças Locais, situou-se em 91,2%, acima portanto dos 85% exigidos para receber a totalidade dos apoios do Estado central.
As regras fundamentais do equilíbrio orçamental financeiro continuam a ser escrupulosamente cumpridas e as demonstrações financeiras a espelhar a realidade, mantendo-se assim esta trajetória de melhoria.


Segundo a execução da despesa de capital, o investimento foi de 6,3 milhões, do qual 60% foi suportado por receita corrente, o que se considera um bom indicador.
O prazo real médio de pagamentos tem vindo a diminuir, principalmente para com fornecedores de conta-corrente e locais, situando-se agora em menos de 30 dias.
Aumentou significativamente a capacidade de crédito, o que traduzido em números se pode considerar que evoluiu de 0,9 milhões de euros em 2013, para 20 milhões em 2019.
Os objetivos fixados no Orçamento para 2019 foram executados com valores e taxas elevadas, de que se destaca o Desenvolvimento Urbano, para o qual foi previsto 4,4 milhões e executado 2,9 milhões, ou seja, 66%.
Em termos de disponibilidades de tesouraria, o saldo cifrou-se em 3,2 milhões, um valor 8,6% acima da média dos últimos sete anos.
Nos custos totais verifica-se que as funções sociais absorveram 10,7 milhões de euros, o que representa 45% dos custos totais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas

PSD apresenta recomendação para melhorar e dignificar o Parque Empresarial de Tomar

Os vereadores do PSD na Câmara de Tomar, Francisco Madureira, Luís Ramos e Célia Bonet, apresentaram, na...

Politécnico de Tomar assinala Dia da Floresta Autóctone

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou, na segunda feira, dia 23 de novembro, o Dia da...

Vila Nova da Barquinha: município encerra equipamentos turísticos e culturais

Num esforço conjunto de contenção da propagação do Covid-19, o Município de Vila Nova da Barquinha, num âmbito estritamente preventivo, vai encerrar...

Covid-19: atualização de dados regista 225 novos casos

O relatório epidemiológico do Médio Tejo registou, na segunda feira, dia 23, um total de 225 novos casos de infeções pelo coronavírus,...

Cortado o abastecimento de água amanhã nos locais abastecidos pelo reservatório da Choromela

Na sequência da obra de melhoria das condições de segurança e higienização do reservatório da Choromela, da responsabilidade da empresa Tejo Ambiente,...

CHMT abre candidaturas espontâneas para assistentes operacionais e enfermeiros

O Centro Hospitalar do Médio Tejo abriu a possibilidade de candidaturas espontâneas para enfermeiro(a)s e assistentes operacionais. Os interessados deverão enviar a...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -