fbpx
34.6 C
Tomar

Câmara de Tomar aprova redução/isenção da factura de água nos meses de abril, maio e junho

Relacionadas

Covid-19: mais um caso positivo em Alcanena

Hoje, sexta feira, dia 10 de julho, há um novo caso positivo de Covid-19, em Alcanena, subindo,...

Ação de fiscalização conjunta em estabelecimentos de restauração e bebidas em Tomar

O Comando Distrital de Santarém da PSP, através da Brigada de Proteção Ambiental da Divisão Policial de...

Empreitada de abastecimento à Mendacha a partir da EPAL vai ser consignada segunda feira

Vai ser consignada, na segunda feira, dia 13 de julho, a empreitada de abastecimento à Mendacha a...

Covid-19: mais três casos em Ourém e um em Alcanena

Hoje, quinta feira, dia 9 de julho, há mais quatro novos casos positivos de Covid-19, três no...

Situação da extensão médica de Casais motiva assembleia extraordinária da União das Freguesias

Amanhã, sexta feira, dia 10 de julho, pelas 20h45, vai haver uma Assembleia de Freguesia Extraordinária, no...

A Câmara de Tomar aprovou na reunião de executivo camarário desta segunda-feira, 13 de abril, reduzir ou isentar as tarifas de água nos meses de abril, maio e junho aos munícipes do concelho.

O vice-presidente da Câmara, Hugo Cristóvão, explicou que vai ser disponibilizado, em breve, um formulário digital onde pode vir a ser requerida essa redução/isenção.

A Câmara deliberou assumir o pagamento à Tejo Ambiente, nos meses de abril, maio e junho nos seguintes moldes:

Para as empresas:
– Pagamento de 100% das tarifas fixas de água, saneamento e resíduos sólidos para as empresas com sede no concelho que tenham, por força da pandemia, suspendido a atividade e desde que não se verifique um aumento de consumo em relação ao mês anterior;

– Pagamento de 50% das tarifas fixas de água, saneamento e resíduos sólidos urbanos, para as restantes empresas do concelho e e desde que não se verifique um aumento de consumo em relação ao mês anterior;

Para as famílias:
– Pagamento de 50% da tarifa fixa da água e saneamento e resíduos sólidos urbanos, para as famílias que tenham, por força do encerramento das escolas, a acompanhar os filhos

– Pagamento de 100% para as famílias que tenham perdido rendimentos na sequência do despedimento de algum elemento do agregado familiar

– Pagamento de 50% para as famílias que tenham um elemento do agregado familiar em lay-off ( medida valida por tres meses)

– Pagamento de 100% para as familias que tenham dois ou mais elementos do agregado familiar em layoff.

Para todas estas medidas é preciso fazer prova, sendo disponibilizado um modelo digital que é necessário preencher e fazer acomponhar de comprovativo

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas

Covid-19: mais um caso positivo em Alcanena

Hoje, sexta feira, dia 10 de julho, há um novo caso positivo de Covid-19, em Alcanena, subindo,...

Ação de fiscalização conjunta em estabelecimentos de restauração e bebidas em Tomar

O Comando Distrital de Santarém da PSP, através da Brigada de Proteção Ambiental da Divisão Policial de...

Empreitada de abastecimento à Mendacha a partir da EPAL vai ser consignada segunda feira

Vai ser consignada, na segunda feira, dia 13 de julho, a empreitada de abastecimento à Mendacha a partir da EPAL (reservatório da...

Covid-19: mais três casos em Ourém e um em Alcanena

Hoje, quinta feira, dia 9 de julho, há mais quatro novos casos positivos de Covid-19, três no concelho de Ourém e um...

Situação da extensão médica de Casais motiva assembleia extraordinária da União das Freguesias

Amanhã, sexta feira, dia 10 de julho, pelas 20h45, vai haver uma Assembleia de Freguesia Extraordinária, no restaurante do recinto de festas...

Covid-19: Proteção civil mantém Plano de Emergência Distrital

É prioritário manter as regras de proteção ao novo Coronavírus. A imprevisibilidade deste novo vírus, SARS-CoV-2, obriga todos a um reforço de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -