No âmbito das comemorações dos 500 anos da primeira representação da “Farsa de Inês Pereira”, de Gil Vicente, o Fatias de Cá regressou ao Convento de Cristo, no passado dia 26 de março, domingo, para uma apresentação especial desta peça que, em 1523, Gil Vicente apresentou, no Convento, a D. João III.

A peça, que decorreu de forma cíclica, com vários grupos, contou com cerca de 300 espetadores e cerca de 30 atores, numa iniciativa que pretendeu assinalar, igualmente, o Dia Mundial do Teatro que se comemora hoje, dia 27 de março. Percorrendo vários espaços do Convento de Cristo, os participantes são convidados a assistir a várias cenas com diferentes atores que vão encarnando as mesmas personagens da história, como por exemplo a própria Inês.

Esta farsa é considerada a peça mais divertida e humanista de Gil Vicente, pelo facto de a protagonista trair o marido e não receber nenhuma punição ou censura por isso, diferentemente das personagens de “O Auto da Barca do Inferno”.

Depois da peça “Viriato” na Praça de Touros de Tomar, no passado verão, o Fatias de Cá regressa ao Convento de Cristo com uma peça divertida que esgotou em pouco tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui