fbpx
12.3 C
Tomar

Ministra da Agricultura referiu em Tomar que visão da PAC passa pela “produção agrícola e florestal inovadora e sustentável”

Relacionadas

Casais que fizerem compras no Mercado Municipal habilitam-se a jantares para o Dia dos namorados

O Município de Tomar encontra-se a promover uma campanha, no âmbito do seu...

Candidatos do PS visitam Complexo Cultural da Levada

Os candidatos do PS pelo círculo de Santarém às Legislativas de 30 de janeiro estiveram, no passado...

Posto de Turismo encerrado devido a casos de Covid-19

O posto municipal de Turismo, na Avenida Cândido Madureira, vai estar encerrado até ao dia 21 de...

Regresso do campeonato nacional: encontro de leões resultou… numa goleada!

Quase um mês depois do último jogo (triunfo por expressivo 0-23, na ilha de São Miguel, Açores,...

CDU em campanha por Tomar

A CDU decidiu que ao longo da pré-campanha devia estabelecer contactos com várias entidades do distrito de...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

O Hotel dos Templários, em Tomar, recebeu na quarta-feira, 3 de novembro, o Conselho Geral da CONFAGRI onde esteve em debate o PEPAC – Plano Estratégico da Política Agrícola Comum 2023-2027. Na sessão, que foi encerrada pela Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, foram manifestadas as preocupações no sector agrícola e as necessidades que consideram prementes para o setor agrícola nacional.

Saliente-se que Bruxelas tem 10,6 mil milhões de euros disponíveis para o setor em Portugal, numa reforma que foi negociada durante a presidência portuguesa da União Europeia, e que se baseia na transição climática e digital do setor agroalimentar e florestal.

O presidente da Confragi, Manuel dos Santos Gomes, referiu as principais críticas apontadas às medidas propostas dadas recentemente a conhecer à confederação, deixou alguns contributos e o conjunto dos princípios em que não abdicará de lutar em nome da agricultura nacional e dos agricultores e produtores portugueses.

Para o presidente da Confragi, o PEPAC 2023-2027 é um instrumento estratégico que da maior importância para o setor e constitui uma oportunidade “única e irrepetível” nos próximos anos para definir uma Política Agrícola mais justa e mais eficiente, que responda aos problemas que o nosso país enfrenta.

Considera que o timing apresentado por Bruxelas é apertado e obriga a um debate demasiadamente rápido e insuficiente do PEPAC em Portugal, sendo que “a própria regulamentação europeia que enquadra o PEPAC está ainda incompleta e nem sequer está traduzida em todas as línguas”.

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, encerrou a sessão salientando que há uma nova visão para a PAC que passa por “uma gestão ativa de todo o território baseada numa produção agrícola e florestal inovadora e sustentável”, onde a sustentabilidade assume as vertentes económica e social e que se traduz num “equilíbrio” dos setores, permitindo assegurar a vitalidade e resiliência das zonas rurais.

Até ao final do ano serão entregues as propostas finais de cada um dos países, devendo a nova PAC entrar em vigor em 2023.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Casais que fizerem compras no Mercado Municipal habilitam-se a jantares para o Dia dos namorados

O Município de Tomar encontra-se a promover uma campanha, no âmbito do seu...

Candidatos do PS visitam Complexo Cultural da Levada

Os candidatos do PS pelo círculo de Santarém às Legislativas de 30 de janeiro estiveram, no passado...

Posto de Turismo encerrado devido a casos de Covid-19

O posto municipal de Turismo, na Avenida Cândido Madureira, vai estar encerrado até ao dia 21 de janeiro, inclusive.

Regresso do campeonato nacional: encontro de leões resultou… numa goleada!

Quase um mês depois do último jogo (triunfo por expressivo 0-23, na ilha de São Miguel, Açores, frente ao Caldeiras, para os...

CDU em campanha por Tomar

A CDU decidiu que ao longo da pré-campanha devia estabelecer contactos com várias entidades do distrito de Santarém, e em Tomar considerou-se...

Catarina Martins em Torres Novas no comício do Bloco

Catarina Martins, coordenadora nacional do Bloco de Esquerda, vai estar em Torres Novas, na próxima quarta-feira, dia 19 de janeiro, para participar...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -