fbpx
13 C
Tomar

População de Olas e outros lugares apresentaram protesto junto da Tejo Ambiente por falta de água

Relacionadas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes,...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de...

A Junta de Freguesia de Casais/Alviobeira foi, esta quarta feira de manhã, dia 26 de agosto, juntamente com a população de Olas, e outros moradores de outros  lugares apresentar o seu protesto e um abaixo assinado e registo dos dias sem água ou com muita falta de pressão, o que acontece desde maio, a partir das 18h00, em Tomar, à nova entidade gestora de água do concelho, a Tejo Ambiente, pois a população servida pelo serviço público de água, não tem grande parte das horas do dia gota de água nas suas torneiras, paga um serviço que não é prestado com eficiência e como tem direito e a junta sente-se minimizada e desprezada por esta empresa intermunicipal pois nem respondem aos mails enviados, segundo referia João Luís Alves, presidente da junta.

Segundo a missiva entregue, este problema afeta várias localidades e esteve presente a comunicação social para dar eco e voz a este protesto, pois a mudança de entidade gestora da água, não se está a portar à altura do que é exigível.

O diretor de serviços, José Santos, deslocou-se de Ourém a Tomar, reuniu com o presidente de junta e com Cristina Inácio, em representação dos moradores  e no final falou aos jornalistas, no exterior das instalações que ficam por cima do parque de estacionamento atrás do edifício da câmara, referindo: “A Tejo Ambiente empresa constituída em janeiro deste ano herda em Tomar, fruto da falta de investimento dos últimos anos, 253 kms obstruídos e 4400 alojamentos domésticos vítimas dessa má prestação de serviço. A empresa está ciente dos problemas, tem identificado os 253 km de rede, e a Tejo Ambiente reuniu com a ‘entidade em alta’ que fornece a água para a distribuição à rede em baixa e expôs, o que é um problema grave e que urge resolver em Tomar, depois entrou o período da Covid e não foi possível dar seguimento às reuniões, entre entidades, não sendo desculpa, mas é uma realidade. Este problema arrasta-se desde 2011 e é preciso ter a noção temporal dos problemas e a ‘entidade em alta’ e o conselho de administração da Tejo Ambiente, de que eu sou diretor, urge resolver este problema. Imagine-se 253 kms obstruídos de argila, que têm que ser resolvidos, quando o vamos resolver não posso já garantir, é uma obra de milhões, mas tem que ser resolvida”. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes, ilustrações de Daniela Homem e...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no dia 5 de dezembro, as...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de euros para 2023, “bastante acima...

Lar da Serra cria centro de fisioterapia para servir população

O Centro Social Paroquial Lar Nossa Senhora da Purificação, na Serra, está a divulgar o seu mais recente projeto, um centro de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -