fbpx
17.3 C
Tomar

Ministra Ana Mendes Godinho: “A Pedreira está a fazer história para o país”

Relacionadas

Ana Isabel Felício
Ana Isabel Felício
Comecei a trabalhar no Jornal Cidade de Tomar em 1999. Já lá vão uns anitos. Depois de sair da Universidade e de todas as dúvidas e dificuldades que surgem, foi-se construindo um caminho de experiência, com muitas situações, muitas pessoas, muitas aventuras e, claro, muito trabalho. Ao fim de todos estes anos, apesar de todos os percalços que a vida nos vai dando, cá estou, todos os dias a fazer o meu trabalho o melhor que sei, aprendendo com os que me rodeiam e também ensinando alguma coisa.

A Pedreira recebeu, esta tarde, a Ministra do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que presidiu à assinatura do contrato de comparticipação financeira do projeto “Habitação Colaborativa Raízes do Nabão”, o único projeto aprovado no distrito de Santarém, numa cerimónia na sede da Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira.

Este projeto “Habitação Colaborativa Raízes do Nabão” tem como objetivo construir duas unidades habitacionais, com dois apartamentos cada, de tipologia T2, destinadas a pessoas ainda com autonomia.

Esta estrutura ficará situada na proximidade do Lar “Raízes do Nabão” e é um projeto inovador, tendo a ministra considerado que “a Pedreira está a fazer história para o país. Estamos a fazer futuro graças a pessoas que foram visionárias em contextos tão difíceis como foi o da pandemia”, disse, avançando ainda que “com este aviso que lançámos foi possível criar um olhar para o envelhecimento de forma diferente e, graças a vós, temos 22 projetos aprovados no país, projetos que nos levam a pensar em novas formas de responder ao desafio do envelhecimento, formas de promover a autonomia das pessoas, mas que as mesmas se mantenham independentes, com serviços que lhes garantam que não estão isoladas, que tenham serviços de qualidade, com acompanhamento clínico e social”.

Ana Mendes Godinho disse ainda que “há décadas que andamos a impor regras para os lares e isso tinha de mudar, era necessário criar novas formas e foi isso que este aviso permitiu, não há regras, digam as comunidades aquilo que é necessário para resolver os problemas, o que resultou em 22 projetos completamente diferentes porque foram desenhados pelas comunidades em função das características que cada comunidade tem”.

Nesta sessão intervieram também o presidente da Assembleia Geral da Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira, António Mendes; o presidente da Direção, Joaquim Góis; o diretor da Segurança Social de Santarém, Renato Possante Bento; e a presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas.

Notícia completa na edição impressa de 10 de fevereiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Últimas

Investidores internacionais confiam no mercado chinês

As autoridades chinesas acabam de divulgar (no dia 17 de Junho corrente) o desempenho da economia daquele país no...

“Jardim de Luz” deu mais encanto noturno ao Mouchão

O Mouchão Parque em Tomar ganhou mais encanto na noite de sábado, 15 de junho, com a exibição de...
- Advertisement -

Mais notícias