fbpx
13 C
Tomar

Livro “Asseiceira: a arte de trabalhar o Barro Vermelho” mostra a técnica de quem ajuda a preservar a tradição da olaria

Relacionadas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes,...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

O Centro Cultural de Asseiceira, em Tomar, recebeu na tarde de domingo, 20 de novembro, a sessão de apresentação do livro de José Joaquim Ferreira Marques “Asseiceira: a arte de trabalhar o Barro Vermelho”, uma forma do autor fazer uma homenagem os Oleiros e Talheiros do local onde nasceu e viveu durante muitos anos. Talhas, talhões, púcaros para a resina, loiça de uso doméstico, cerâmica grosseira são alguns aspetos que o autor fala e retrata nesta obra, sendo que em Asseiceira a tradição de trabalhar o Barro Vermelho tem pelo menos mais de 200 anos e passou de geração em geração, chegando até aos nossos dias pelas mãos do oleiro/talheiro José Miguel.

Vânia Figueiredo, moderadora da sessão e filha de Mário Oliveira Figueiredo, um dos oleiros de Asseiceira, destacou a presença de alguns oleiros, nomeadamente do seu primo, José Miguel Figueiredo, atualmente o único proprietário de uma olaria em funcionamento na Asseiceira e “que tem levado à tradição da nossa família a nível nacional e internacional”. “A nossa tradição começou no meu bisavô, Guilherme Figueiredo e, entretanto, o meu avô José de Oliveira Figueiredo teve três filhos”, disse, saudando a memória do seu pai e tio, Américo Figueiredo, e ainda as presenças do oleiro José Cuco e de Alberto Figueiredo também presente neste dia.

O presidente da Junta de Freguesia de Asseiceira, Carlos Rodrigues, salientou que fez questão de convidar José Miguel a estar presente uma vez que “é um dos protagonistas deste livro e quem personifica a olaria na nossa freguesia”, sendo este livro uma homenagem a toda a população de Asseiceira. Nuno Fonseca, acérrimo defensor dos saberes fazeres tradicionais, fez a apresentação do autor como alguém de personalidade forte, que sabe muito bem o que quer e que está sempre inquieto e quer contar as histórias do “viver da aldeia”.

Foto: José Ribeiro

– Leia a notícia completa na próxima edição semanal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes, ilustrações de Daniela Homem e...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no dia 5 de dezembro, as...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de euros para 2023, “bastante acima...

Lar da Serra cria centro de fisioterapia para servir população

O Centro Social Paroquial Lar Nossa Senhora da Purificação, na Serra, está a divulgar o seu mais recente projeto, um centro de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -