Inicio POLÍTICA Tiago Carrão apresenta candidatura à Presidência da Comissão Política Concelhia do PSD...

Tiago Carrão apresenta candidatura à Presidência da Comissão Política Concelhia do PSD com “sentido de missão”

0

Foi com uma sala cheia de militantes e apoiantes e “sentido de missão” que Tiago Carrão apresentou, no final da tarde de segunda-feira, 14 de novembro, na sede da Sociedade Nabantina, a sua candidatura à Presidência da Comissão Política Concelhia do PSD de Tomar que tem eleições marcadas para o próximo dia 26. Não se conhecem mais listas, até ao momento.

“O amor que tenho pela nossa terra e o momento que vivemos exigem que diga presente a este grande desafio. Pelo PSD, mas, acima de tudo, por Tomar”, começou por referir. Em seguida, o candidato – que é vereador no executivo camarário desde 2021 – explicou que tem dedicado grande parte da sua vida ao PSD e ao concelho, relembrando que foi Presidente da JSD de Tomar, Presidente da JSD Distrital de Santarém e Vice-Presidente da Comissão Política Nacional, acrescentando que conhece bem os órgãos autárquicos do nosso concelho.

Apresentação da candidatura decorreu na Sociedade Nabantina

“A escolha que o nosso partido fará no dia 26 de novembro é determinante para o sucesso da preparação das próximas eleições autárquicas. As eleições autárquicas não se ganham em seis meses, ganham-se muito tempo antes. Tomar precisa do PSD, e nós aqui estaremos, preparados e determinados a salvar a nossa terra da estagnação que nos assombra, da desertificação que sentimos a cada dia que passa, da falta de ideias e de engenho para fazer mais e melhor”, disse.

Em relação à abordagem para os próximos dois anos passa por “dar continuidade ao que se está a fazer bem, fazer ainda melhor se possível; corrigir o que está menos bem”. O candidato considera que o PSD que se apresenta hoje é um “PSD reforçado, dinâmico, agregador e uma alternativa clara ao Partido Socialista”, referindo que o partido está prestes a viver das maiores transições geracionais de sempre. O candidato não deixou de apontar fragilidades à atual liderança socialista, referindo que apresentam “uma mão cheia de nada”. 

  • Notícia desenvolvida na próxima edição semanal

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Exit mobile version