fbpx
6.4 C
Tomar

Presidente do IPT defende que instituição deve passar a “Universidade Politécnica”

Relacionadas

Turismo Náutico é âncora para o desenvolvimento dos territórios do interior

O Turismo Náutico é uma âncora para o desenvolvimento dos territórios de interior e um atrativo para a fixação da população jovem na...

Fernando Daniel na Festa dos Tabuleiros

Depois de “Os Quatro e Meia” e de Bárbara Bandeira, a Comissão da Festa dos Tabuleiros anunciou mais um artista que...

Ferreira do Zêzere vai a Lisboa promover o concelho

A Casa Regional e o Município de Ferreira do Zêzere assumiram o compromisso conjunto de dinamizar um...

Concelhia do PS promove almoço de ano novo depois de dois anos de interregno devido à pandemia

A Concelhia de Tomar do PS promoveu, no passado dia 28 de janeiro, o seu habitual almoço...

Exposição de aluna da Escola Profissional de Tomar patente no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha

Foi inaugurada, no passado dia 1 de fevereiro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, a...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

“Estamos a preparar cursos em associação com outros institutos parceiros que irão permitir alargar a disponibilidade da oferta formativa e responder às exigências do mercado de trabalho. Dou nota do Programa de Doutoramento de Investigação e Património, Tecnologia e Território que estamos a desenvolver com a Universidade Autónoma de Lisboa. Sim, estamos a facultar o grau de Doutor. E, neste contexto, realço a importância de os Politécnicos outorgarem este grau de Doutor e, nesta justa reclamação, também a mudança de nomenclatura para Universidade Politécnica tal como acontece com os nossos parceiros europeus”.

As afirmações foram proferidas esta quarta-feira, 26 de outubro, por João Coroado, Presidente do Instituto Politécnico de Tomar (IPT), na cerimónia solene de abertura do ano letivo 2022/2023.

“Estamos a comemorar 40 anos de ensino superior da região”, começou por referir, antes de dar conta dos atuais projetos desenvolvidos pela instituição. “40 anos de mudanças extraordinárias na sociedade, na ciência e tecnologia, nos interesses, nas necessidades, em três palavras: o mundo mudou”, disse, acrescentando que o mercado de trabalho que irá receber os estudantes está diferente daquele que recebeu o IPT há 40 anos.

“Ambicionamos uma instituição com uma perspetiva holística e promotora de interdisciplinaridade. Capaz de se renovar, dinâmica, flexível, inovadora, competente para questionar e propor soluções respondendo aos problemas estruturais da sociedade contemporânea, sempre em linha com os objetivos de desenvolvimento sustentável plasmados na agenda 2030 da ONU”, considerando que a retenção de estudantes é um aspeto fundamental da sustentabilidade da instituição.

O IPT registou este ano a inscrição de 1064 estudantes matriculados no 1.º ano e pela primeira vez, tendo a instituição um total de 2371 alunos, sendo que o objetivo era ter 2500 alunos, caso o abandono “não fosse tão expressivo” com uma taxa de 30%. Tem ainda estudantes em mobilidade em outros países e 40 estudantes provindos da Rede Erasmus.


  • Notícia desenvolvida na próxima edição semanal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Turismo Náutico é âncora para o desenvolvimento dos territórios do interior

O Turismo Náutico é uma âncora para o desenvolvimento dos territórios de interior e um atrativo para a fixação da população jovem na...

Fernando Daniel na Festa dos Tabuleiros

Depois de “Os Quatro e Meia” e de Bárbara Bandeira, a Comissão da Festa dos Tabuleiros anunciou mais um artista que...

Ferreira do Zêzere vai a Lisboa promover o concelho

A Casa Regional e o Município de Ferreira do Zêzere assumiram o compromisso conjunto de dinamizar um dia deste concelho na capital...

Concelhia do PS promove almoço de ano novo depois de dois anos de interregno devido à pandemia

A Concelhia de Tomar do PS promoveu, no passado dia 28 de janeiro, o seu habitual almoço de ano novo, regressando assim...

Exposição de aluna da Escola Profissional de Tomar patente no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha

Foi inaugurada, no passado dia 1 de fevereiro, no Centro Cultural de Vila Nova da Barquinha, a exposição de ilustrações “Animais do...

Ministra Ana Mendes Godinho: “A Pedreira está a fazer história para o país”

A Pedreira recebeu, esta tarde, a Ministra do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que presidiu à assinatura do contrato de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -