fbpx
13 C
Tomar

Na aldeia “Bons Sons” só cabem boas vibrações

Relacionadas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes,...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

É dificil para uma repórter fazer entrevistas no Festival “Bons Sons”, na aldeia de Cem Soldos, pois cada pessoa que encontramos poderia dar um bom testemunho, carregando uma motivação singular para estar num festival de música que traz até ao concelho pessoas de todas as idades, de todos os lugares. Damos, assim, por nós grande parte do tempo apenas a observar todo este ambiente que, de 12 a 15 de agosto, invade uma aldeia, todo o acolhimento na ponta da língua, toda esta vivência, todo este colorido humano, plasmado em milhares de pessoas que fazem de Cem Soldos o seu mundo por estes dias.

“Mãe, estou em Cem Soldos”, lê-se na tshirt desta adepta dos Bons Sons. Foto: Elsa Ribeiro Gonçalves/Jornal Cidade de Tomar

Baixos, altos, magros, gordos, juntos em grupo, mais solitários, cada festivaleiro tem, por certo, uma história interessante para contar. Há, no entanto, algo que se sente: a boa onda, os risos contagiantes, o não julgamento, o vive e deixa viver que, muitas vezes, não é possível encontrar cá fora, na sociedade. É por isso que os Bons Sons são muito mais do que um Festival de Música. Aqui toda a gente se sente em casa, aqui só cabem boas vibrações. Good Vibes Only, como se ouve tanto em inglês.

  • Reportagem completa na próxima edição do Jornal “Cidade de Tomar”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

PJ emite comunicado sobre caso de agressão ocorrido na freguesia de Madalena/Beselga em Tomar

A Polícia Judiciária de Leiria emitiu, na tarde desta quarta-feira, 7 de dezembro, um comunicado relativo à...

PJ e GNR de Tomar procuram fugitivo que atacou mulher com violência

A PJ e GNR de Tomar encontram-se a tentar localizar um homem que, na sequência de uma...

Um livro que foge aos estereótipos para que haja sempre Natal

“O ratinho que encontrou um tesouro e outros contos de Natal” tem textos de Nuno Garcia Lopes, ilustrações de Daniela Homem e...

IPT promove sessão sobre o Programa Horizonte Europa direcionada a empresas da região

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT), através do Gabinete de Apoio a Atividades de I&D, convidou, no dia 5 de dezembro, as...

Orçamento da Câmara de Tomar cresce para 51,6 milhões

A Câmara de Tomar aprovou na quarta-feira, 30 de novembro, um orçamento de 51,6 milhões de euros para 2023, “bastante acima...

Lar da Serra cria centro de fisioterapia para servir população

O Centro Social Paroquial Lar Nossa Senhora da Purificação, na Serra, está a divulgar o seu mais recente projeto, um centro de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -