fbpx
23 C
Tomar

Tradições do Ribatejo eternizadas pela pintora alemã Sabine Marciniak

Relacionadas

Centro de Natureza da Póvoa inaugura este sábado

Este sábado, dia 2 de julho, inaugura pelas 11h00 nas instalações da antiga escola primária da Póvoa...

Voluntários das Paróquias de Tomar festejaram S. João com a comunidade

Um grupo de voluntários e amigos da Paróquia de Santa Maria promoveram, no passado domingo, dia 26...

Obras de conservação e restauro do Convento de Cristo inibem acesso ao monumento

As obras de conservação e restauro das fachadas e coberturas da Nave Manuelina e Charola irão inibir...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.


Sabine Marciniak é uma pintora alemã que está em Portugal há 20 anos, os últimos 13 anos dos quais na vila da Golegã, onde tem o seu atelier. Os cavalos e os toiros são eternizados nos seus quadros, vendidos para todo o mundo, já que faz parte daquela minoria de artistas que consegue viver exclusivamente da sua arte. Fomos conhecê-la melhor.


Como é que surgiu o gosto pela pintura?

Eu venho de uma família bastante grande, em que todos estão muito habituados a fazer trabalhos de bricolagem, mas que, profissionalmente, são mais intelectuais, digamos assim, ou seja mais dedicados à assistência social e ao serviço do ser humano. Descobri que tinha vocação para a pintura em criança, devido a uma questão de saúde pois sofria de um problema cardíaco
pelo que sempre fui incentivada a fazer coisas no sossego. E, desse modo, comecei a fazer bricolagem, a pintar… além disso, tenho uma tendência, desde pequenita, que é de gostar de passar tempo comigo própria.


Chegou a fazer formação em Arte?
Não diretamente em Arte, mas em algo muito parecido uma vez que tirei o curso de Estilista numa Escola Superior de Design, embora esta fosse uma escola onde se dava muito valor à pintura e ao desenho, num nível mais artístico. Ou seja, não só num nível para esboçar a roupa, no sentido de vir a ser estilista, mas uma escola onde se davam aulas de arte.


Nasceu na Alemanha. Como é que veio parar a Portugal e à vila da Golegã?
Depois de ter tirado o curso de estilista, dediquei-me mais à parte de teatro e televisão, no design e guarda-roupa. Vivia em Berlim e houve uma altura em que trabalhei por conta própria e tive oportunidade de montar uma encenação de teatro. Nesse trabalho, com o realizador e um grupo de pessoas, criámos uma encenação de teatro, juntamente com uma associação juvenil e de cultura,
na vila da Benedita, em Portugal. Isto foi em 1996.(…)

  • Leia a entrevista completa na próxima edição semanal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Centro de Natureza da Póvoa inaugura este sábado

Este sábado, dia 2 de julho, inaugura pelas 11h00 nas instalações da antiga escola primária da Póvoa...

Voluntários das Paróquias de Tomar festejaram S. João com a comunidade

Um grupo de voluntários e amigos da Paróquia de Santa Maria promoveram, no passado domingo, dia 26 de junho, junto da igreja...

Obras de conservação e restauro do Convento de Cristo inibem acesso ao monumento

As obras de conservação e restauro das fachadas e coberturas da Nave Manuelina e Charola irão inibir o acesso ao Convento de...

“Gala Vinhos do Tejo 2022” distingue Rosé da “Herdade dos Templários” e dinamismo da “Encosta do Sobral”

Realizou-se na noite de sábado, 25 de junho, a “10.ª Gala Vinhos do Tejo 2022”, que juntou mais...

Igreja de S. João Baptista: conclusão das obras adiada para o final de 2022

Foi aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara, na segunda feira, a prorrogação do prazo para a conclusão das obras de requalificação...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -