fbpx
18 C
Tomar

Carreira rápida diária de Cernache a Lisboa acaba ao fim de um mês por falta de rentabilidade

Relacionadas

Detenção para cumprimento de pena de prisão efetiva

O Comando Distrital de Santarém da PSP, através da Esquadra Destacada de Abrantes da Divisão Policial de...

A Moagem – Fábrica das Artes é inaugurada esta quarta feira

Com a inauguração do espaço “A Moagem - Fábrica das Artes”, que ocorrerá amanhã, dia 16 de...

1.ª edição do Desenvolvimento de Ideias de Cocriação de Inovação do Politécnico de Tomar

Realiza-se, no próximo dia 16 de junho, quarta feira, pelas 15h00, no Auditório Doutor José Bayolo Pacheco...

CHMT: serviço de cardiologia implanta pela primeira vez micro-dispositivos para monitorização cardíaca e inicia consulta de Insuficiência Cardíaca Avançada

Foram já implantados quatro micro dispositivos para monitorização cardíaca pelo Serviço de Cardiologia, do Centro Hospitalar do...

Susana Alves é a candidata do PSD à Junta de Freguesia de Sabacheira

Susana Alves é a candidata do PSD à Junta de Freguesia de Sabacheira. No vídeo de apresentação...

É com tristeza que Sónia Martins comunica que o projeto em que se envolveram de ter uma carreira rápida diária de “elevada qualidade” entre Cernache e Lisboa, com passagem por Sertã, Vila de Rei, Ferreira do Zêzere e Tomar, tem que terminar por falta de rentabilidade. Proprietários da Portugal Bus sediada na Sertã e com dois mini autocarros, Sónia Martins refere que: “Sem apoios e os apoios que solicitámos às autarquias, que eram somente de nos colocarem publicidade a este meio que por dia fazia 400 km, dos eventos dos seus concelhos, a rentabilidade da exploração dos bilhetes, não dá. As câmaras nem sequer responderam aos mails, nem a CIM Médio Tejo e não podemos fazer serviço público social. Só podemos transportar devido às contingências 14 passageiros e cada viagem a Lisboa de ida e volta custa 75 euros de combustível e 36 de portagens. Ninguém nos ajudou, somos uma empresa privada, o transporte fazia falta, mas há dias com poucos passageiros e retornos vazios. Em duas semanas perdemos 2 mil euros na exploração, operávamos no setor do turismo e transporte ocasional e passageiros, fomos apanhados pela pandemia e sempre pensámos que esta linha, que faz muita falta, tivesse, algum apoio publicitário das câmaras dos concelhos que servimos e tal não se verificou. Nós não podemos fazer serviço social. Os utentes achavam que o transporte era de excelência, havia pedidos de paragens extra, mas a linha não tem passageiros que a usem diariamente de forma rentável e aos preços que praticávamos, só seria possível com apoio publicitário nos autocarros, colocado e pago pelas autarquias uma forma de ajudar a ter este serviço ao dispor dos seus residentes. Agradecemos todo o apoio dos jornais na divulgação deste serviço, mas não podemos continuar a perder dinheiro em cada viagem, exceto, quando lotamos ao máximo permitido o autocarro”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Detenção para cumprimento de pena de prisão efetiva

O Comando Distrital de Santarém da PSP, através da Esquadra Destacada de Abrantes da Divisão Policial de...

A Moagem – Fábrica das Artes é inaugurada esta quarta feira

Com a inauguração do espaço “A Moagem - Fábrica das Artes”, que ocorrerá amanhã, dia 16 de...

1.ª edição do Desenvolvimento de Ideias de Cocriação de Inovação do Politécnico de Tomar

Realiza-se, no próximo dia 16 de junho, quarta feira, pelas 15h00, no Auditório Doutor José Bayolo Pacheco de Amorim, no Politécnico de...

CHMT: serviço de cardiologia implanta pela primeira vez micro-dispositivos para monitorização cardíaca e inicia consulta de Insuficiência Cardíaca Avançada

Foram já implantados quatro micro dispositivos para monitorização cardíaca pelo Serviço de Cardiologia, do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT). Uma técnica...

Susana Alves é a candidata do PSD à Junta de Freguesia de Sabacheira

Susana Alves é a candidata do PSD à Junta de Freguesia de Sabacheira. No vídeo de apresentação diz que “desde sempre procurou...

Covid-19: onze concelhos do Médio Tejo com 83 casos ativos

Os 11 concelhos que integram o agrupamento de centros de saúde do ACES Médio Tejo totalizam 83 casos ativos de infeções por...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -