Jornal Cidade de Tomar

U. Tomar voltou aos treinos na terça feira… para finalizar o Campeonato Distrital e a Taça do Ribatejo

Mais de três meses depois da interrupção das competições distritais (a 15 de janeiro), o U. Tomar voltou aos treinos na passada terça feira, na sequência da retoma das modalidades desportivas de médio risco, incluída na terceira fase de desconfinamento.

Recorde-se que, ao contrário de algumas congéneres (Portalegre, Castelo Branco…), a Associação de Futebol de Santarém (AFS) decidiu retomar os campeonatos de futebol (duas divisões) e futsal de seniores masculinos, no fim de semana de 8 e 9 de maio.

O modelo proposto pela AFS, de caráter obrigatório, visa terminar a primeira volta/primeira fase e homologar a classificação.

No caso da principal divisão de futebol, vão ser realizadas 50 por cento das jornadas, aplicando-se o regime de subidas e descidas.
Nesta divisão, já foram disputadas 10 jornadas (apenas quatro clubes, entre eles o U. Tomar, já realizaram o respetivo jogo da jornada 11). Faltam, portanto, ainda (quase) cinco jornadas para terminar a primeira volta (15 jornadas).

Será ainda concluída a Taça do Ribatejo (apenas foi realizada uma pré-eliminatória): esta competição recomeça (com os 16 avos de final) a 16 de maio e termina a 27 de junho (final).

Neste interregno, a equipa do U. Tomar sofreu algumas baixas: além de João Martins, que rescindiu dois dias antes da interrupção das competições, saíram Fábio Vieira, Bruno Araújo e o jovem Miguel Abreu.

O avançado brasileiro Caio Lucas também estará indisponível até ao fim da época devido a uma intervenção cirúrgica.

Foram, por isso, chamados ao plantel principal três jogadores sub-21.

Filipe Pinto, treinador da equipa unionista, manifestou o desejo de encontrar os jogadores “com vontade de trabalhar e alguma ambição”: “Sinto que é complicado, depois de tanto tempo parados e de tanta incerteza, retomar o foco que temos para esta época… Mas o importante é recomeçarmos. Estou muito contente por estar novamente aqui, no relvado, e acredito que os jogadores também… Agora é preciso trabalhar, porque temos coisas importantes para conquistar. Estamos em quarto lugar, mas queremos chegar mais acima. Temos de ser realistas… sabemos que o primeiro lugar é muito difícil (oito pontos de atraso em relação ao líder Coruchense e mais um jogo realizado). Mas o segundo lugar é prefeitamente possível. E há ainda a Taça do Ribatejo, competição que o clube venceu há três anos. Há vários objetivos… e, acima de tudo, queremos honrar esta camisola. Na primeira experiência como treinador principal dos seniores do U. Tomar, calhou-me um ano perfeitamente anormal em vários sentidos. Acredito e desejo que a época vá até ao fim”.

A equipa unionista vai, portanto, realizar mais quatro jogos no campeonato, frente a Abrantes e Benfica (fora, 9 de maio), Coruchense (casa, 23 de maio), Amiense (casa, 30 de maio) e Torres Novas (fora, 6 de junho).

Na Taça do Ribatejo, o adversário nos 16 avos de final é o Marinhais (fora, 16 de maio), do segundo escalão distrital.

Exit mobile version