RSS Facebook  Twitter 
Pesquisar   

 

II edição do Termo de Payalvo dedicada à herança templária
Ana Felício | 2017-05-16 10:42:27
Imagem da primeira edição
  • Evento de recriação histórica decorre nos dias 19, 20 e 21 de maio
A segunda edição do Termo de Payalvo acontece nos dias 19, 20 e 21 de maio, em Paialvo, este ano dedicada à “Herança Templária – Recriações Históricas II - séculos XII, XV, XVIII e XIX”, evento que contará com mais de cem figurantes, todos voluntários. O espaço estará dividido e devidamente identificado pelos diferentes séculos que serão retratados?

Com base em trabalho voluntário da freguesia, há cerca de um mês e meio que tiveram início os preparativos de mais uma edição que contará com mais um dia do que no ano anterior e um programa muito vasto, a começar logo na sexta feira, dia 19, com uma ceia medieval num espaço na rua principal de Paialvo, para a qual os interessados devem fazer a sua inscrição o quanto antes na Junta de Freguesia de Paialvo. Nesse mesmo dia, às 22h30, será a vez de uma serenata estudantil no coreto?

No sábado, dia 20, às 14h00, será feita a receção às entidades convidadas na Quinta do Lagar de S. José, um espaço que, segundo o presidente da junta, Luís Antunes, “é sempre bom dar a conhecer porque queremos mais pessoas e mais movimento na freguesia”. No sábado há também encenação de rua – As confrarias do século XV (15h00) e a recriação do ambiente de taberna do século XIX (20h30), fados na Estalagem (21h00), desfile Templário (22h00) desde a Fonte da Bica ao Pelourinho, e espetáculo de fogo (23h30).?

Ponto alto no domingo, dia 21 de maio, às 15h00, a recriação da cerimónia de tomada de posse do senhor de Payalvo e eleição do 1.º Juiz da Vila. Há ainda, pelas 17h00, um concerto pela Banda da Gualdim Pais?

Para além de todos estes momentos, todos os dias há espetáculos de répteis, demonstração de esgrima, espetáculo de aves de rapina, demonstração de danças do povo e no domingo, dia 21, às 16h30, torneio de tiro com arco. Durante o evento haverá ainda queimada na taverna do século XII (a partir das 24h00), animação no espaço da festa por artistas de rua e jogos de época, trabalho ao vivo de artesãos relembrando os ofícios tradicionais (esgrima, serralheiro, oleiro, ferreiro, entre outros), comes e bebes nas tasquinhas de seis coletividades da freguesia, venda de artesanato e momentos musicais animados por elementos da Sociedade Filarmónica Payalvense Manoel de Mattos. O evento conta ainda com a colaboração da Thomar Honoris, do Rancho de Asseiceira e do Rancho da Peralva, assim como do apoio logístico da câmara municipal?

Luís Antunes frisou também que as ruas vão estar fechadas ao trânsito e vão estar disponíveis cinco parques de estacionamento onde os visitantes podem estacionar com toda a segurança. De forma a viver-se todo o ambiente da época, serão de evitar utensílios de vidro, por isso estará à disposição dos visitantes uma caneca alusiva à época a um preço simbólico que poderá ser adquirida nas tasquinhas?

O presidente da junta convida todas as pessoas a visitarem Paialvo nos dias 19, 20 e 21 de maio, a participarem no evento e, se possível, aparecerem trajados com fatos da epóca para se juntarem a todo o cenário que vai ser vivido durante aqueles dias. “Tudo está preparado para ser mais um êxito, a única coisa que nos pode travar é o S. Pedro, mas penso que não o fará pois é nosso amigo”, afirma Luís Antunes.














Comentários