RSS Facebook  Twitter 
Pesquisar   

 

Festa da Serra de Tomar foi um sucesso
António Freitas | 2016-09-07 13:05:54
imagem da procissão
  • Longe vão os tempos dos grandes leilões de fogaças e fogo de artifício!
A festa religiosa da Serra de Tomar é uma festa que ganhou um estatuto, em tempos que já lá vão e que não voltam mais; pelos seus leilões de fogaças que no tempo do escudo rendiam centenas de escudos, às vezes milhares, voltavam ao leilão, numa disputa de quem mais poder económico ou amigo da terra era. Para além disso, o fogo de artifício e rodas de fogo preso eram de se lhe tirar o chapéu. Porém todos os anos a festa da Serra de Tomar marca a sua data cativa, como a festa das vindimas e as noites foram animadas, por bons conjuntos que segundo nos refere o Noivo do Novo Som, “às 3 da matina neste largo só se viam cabeças e não cabia mais ninguém”. Uma visita rápida e passagem por esta festa, apesar de a partir do Outeiro e no limite da antiga freguesia da Junceira a principal estrada de acesso, nada ser cativante a se visitar a Serra de Tomar e apresentando um piso que há muito mas muito já deveria ser reposto com tapete e feitas as intervenções que esta terra merece.

A tão desejada ponte de Valdonas avança com as obras de alargamento e de Tomar até ao Outeiro/Pai de Aviz, a circulação será muito melhor, ficando a faltar um troço de via, que nos tira a vontade de ir visitar a Serra de Tomar.

A solene procissão, numa hora de tanto calor, pelo reverendo Padre Mário Duarte, percorreu as habituais ruas do lugar e numa iniciativa digna de louvar entrou no Lar de Idosos Nossa Senhora da Purificação de cujas janelas, pendiam colchas. A Serra hoje agregada à freguesia da Junceira, é uma freguesia com alta taxa de envelhecimento e, foi das primeiras freguesias a ter o seu Lar, quando este tipo de apoio à terceira idade era quase que desconhecido. Acompanhada pela Bandinha da Alegria ( o que é habitual) nela iam os santos padroeiros e as tais fogaças que noutros tempos, davam, margem de manobra para se ganhar a fama da maior festa do concelho.

Segundo o programa, os eventuais lucros revertem a favor de um fundo das coletividades de Cultura e Recreio da freguesia da Serra, visando obras de caráter social.














Comentários