RSS Facebook  Twitter 
Pesquisar   

 


Jornal Cidade de Tomar


Estatuto Editorial

O Jornal Cidade de Tomar tem como objetivo principal promover, divulgar os valores caraterísticos da cultura local e regional, assim como valorizar as obras e os homens de Tomar, seu concelho e área geográfica onde se insere.

a) São ainda seus objetivos:
1- INFORMAR, garantindo a todos os cidadãos o direito à informação através da independência e pluralismo, e, de modo a defender os valores, as causas e os interesses do concelho onde se insere;
2 – FORMAR, no sentido de contribuir para a elevação do nível cultural dos seus leitores em que a história, as riquezas naturais, a tradição e todo um património cultural de séculos;
3 – DISTRAIR, sendo ao mesmo tempo lúdico e de recriação, tendo em, conta a diversidade do público, idades, interesses, ocupações e espaços.
b) São seus princípios:
1 – Assegurar a independência, o rigor e a objetividade da informação e face aos poderes públicos;
2 – O Jornal define-se, autónomo e independente sem finalidades políticas partidárias e acima dos interesses económicos;
3 – O Jornal Cidade de Tomar compromete- se a assegurar o respeito pelo rigor e pluralismo informativo, pelos princípios da ética, deontologia e boa fé;
c) São seus fins:
1 – Alargar a sua implantação a interesses, problemas e modos de expressão de índole local e regional;
2 – Preservar e divulgar os valores caraterísticos das culturas de Tomar e dos seus arredores;
3 – Difundir informações com particular interesse para o âmbito geográfico da sua incidência;
4 – Incentivar as relações de solidariedade, convívio e boa vizinhança entre, os destinatários localizados na sua área de implantação.

O Diretor
António Lopes Madureira


PUB
Edição Impressa
Edição nº 4302 - 17 de novembro de 2017



o centro Escolar da Linhaceira, um anseio antigo da população da freguesia de Asseiceira, Tomar está mais próximo de se tornar realidade. Na
Entrevista com Filipe Pires, presidente da associação
Alentejano, Filipe Pires, presidente da Associação Thomar Honoris, começou a ter interesse por armas históricas aquando da primeira Festa Templária realizada em Tomar. Gosta de História e diz que é essencial, pois só se pode lidar com armas sabendo um pouco acerca da sua história envolvente.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS