fbpx
21.6 C
Tomar

Agrupamento Templários desafia comunidade escolar e figuras públicas a revelarem os seus “Medos e Sonhos”

Relacionadas

Idoso desaparecido localizado com vida pela GNR

O Comando Territorial de Santarém, através do Destacamento Territorial de Tomar, localizou, no dia 25 de junho, um homem...

Jorge Gaspar assume candidatura à Comissão Política da Distrital de Santarém do PSD

Consciente de que “há muito para mudar no PSD para que o Partido volte a merecer a...

Casa do Pessoal do IPT assinala Dia das Nações Unidas para o Serviço Público com ação de voluntariado no CIRE

A Casa do Pessoal do Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou o Dia das Nações Unidas para...

10.ª “Gala Vinhos do Tejo 2022” distingue excelência da região

Realizou-se na noite de sábado, 25 de junho, a “10.ª Gala Vinhos do Tejo 2022”, que juntou...

Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT em situação de contingência

A urgência de Ginecologia-Obstetrícia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), localizada na Unidade de Abrantes, vai...
Ana Isabel Felício
Comecei a trabalhar no Jornal Cidade de Tomar em 1999. Já lá vão uns anitos. Depois de sair da Universidade e de todas as dúvidas e dificuldades que surgem, foi-se construindo um caminho de experiência, com muitas situações, muitas pessoas, muitas aventuras e, claro, muito trabalho. Ao fim de todos estes anos, apesar de todos os percalços que a vida nos vai dando, cá estou, todos os dias a fazer o meu trabalho o melhor que sei, aprendendo com os que me rodeiam e também ensinando alguma coisa.

No âmbito da intervenção que tem vindo a ser realizada no que respeita à promoção da saúde psicológica e bem-estar da comunidade escolar, o Serviço de Psicologia e Orientação em articulação com o Plano de Desenvolvimento Pessoal, Social e Comunitário – Medida 2, do Agrupamento de Escolas Templários, tem vindo a dinamizar, há cerca de dois anos, o projeto “Medos e Sonhos”, projeto que surgiu na sequência das atividades realizadas no “SPA das Emoções” aquando da 3.ª Semana Cultural, com o objetivo de dar visibilidade aos testemunhos dos medos e sonhos dos alunos. As psicólogas escolares Ana Margarida Laborinho e Florbela Gabriel e a técnica do Plano de Desenvolvimento Pessoal, Social e Comunitário, Sónia Pereira, estiveram nos estúdios do Jornal/Rádio Cidade de Tomar, onde falaram acerca deste projeto, que culminará com a edição de um livro.

Cidade Tomar (CT) – Que projeto é este “Medos e Sonhos” e há quanto tempo está a ser concretizado?

Margarida Laborinho (ML) – Este projeto teve início há dois anos, no seguimento de outro projeto promovido durante as semanas culturais – o SPA das Emoções, onde se pretende promover o desenvolvimento sócio-emocional, o conhecimento das emoções e como lidar com as mesmas. Assim, no âmbito do SPA das Emoções, entre várias atividades, há duas que deram origem a este projeto: o armário da coragem, para qual os alunos foram convidados a colocar os seus medos, de forma anónima, e a caixa do correio, onde deixavam os seus sonhos. No final da semana cultural, quando abrimos o armário da coragem e a caixa do correio, posso dizer que ficámos subjugadas ao impacto das mensagens.

CT – Quais eram os principais medos?

ML – Além dos medos “normais” dos mais pequenos, como medo do escuro, de animais, de monstros, os medos estavam muito relacionados com a pandemia, com o medo de morrer, de ser contaminado ou de contaminar os pais e avós, houve muitas referências à morte. Esta foi uma recolha de testemunhos, uma forma mais leve de dar voz aos alunos e na 4.ª semana cultural, que aconteceu este ano, voltámos a fazer o SPA das Emoções. Entretanto, partimos para outra fase que foi contatar figuras públicas locais e nacionais, como atores, cantores, para nos darem os seus testemunhos e, de momento, estamos na fase de edição do livro.

CT – Estes medos testemunhados pelos alunos poderão ser trabalhados na escola?

Florbela Gabriel (FG) – O nosso objetivo é orientar no âmbito universal, até porque individualmente não é possível porque os testemunhos eram anónimos. O que se pretende é que, de forma universal, se promovam ações onde os alunos, e não só, falem dos seus medos. A edição do livro permite validar e normalizar esses medos, permitindo olhar de forma menos negativa e mais equilibrada para os medos. Nos testemunhos, além dos medos já referidos, surgiram também medos relativamente ao relacionamento com os outros, medo de não corresponderem ao que outros pensam, medo de perderem amigos, de não serem aceites…A nível do pessoal docente e não-docente, os medos fixaram-se na eventualidade de não estarem presentes na vida dos filhos e os sonhos também se prenderam com os filhos, desejando que os mesmos sejam felizes. (…)

Ana Isabel Felício/Elsa Lourenço

Uma entrevista para ler na íntegra na edição impressa de 13 de maio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Idoso desaparecido localizado com vida pela GNR

O Comando Territorial de Santarém, através do Destacamento Territorial de Tomar, localizou, no dia 25 de junho, um homem...

Jorge Gaspar assume candidatura à Comissão Política da Distrital de Santarém do PSD

Consciente de que “há muito para mudar no PSD para que o Partido volte a merecer a...

Casa do Pessoal do IPT assinala Dia das Nações Unidas para o Serviço Público com ação de voluntariado no CIRE

A Casa do Pessoal do Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou o Dia das Nações Unidas para o Serviço Público, dia 29...

10.ª “Gala Vinhos do Tejo 2022” distingue excelência da região

Realizou-se na noite de sábado, 25 de junho, a “10.ª Gala Vinhos do Tejo 2022”, que juntou mais de 300 pessoas numa...

Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT em situação de contingência

A urgência de Ginecologia-Obstetrícia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), localizada na Unidade de Abrantes, vai estar em situação de contingência...

Associação de Dadores Benévolos de Sangue do Hospital de Tomar celebra o 28.º aniversário e reforça apelo à dádiva

Foi com um almoço convívio onde foram homenageados muitos dadores, que a Associação de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -