fbpx
26 C
Tomar

“Sustentabilidade não é só ambiente e reciclagem, é sermos eficientes e eficazes”

Relacionadas

Idoso desaparecido localizado com vida pela GNR

O Comando Territorial de Santarém, através do Destacamento Territorial de Tomar, localizou, no dia 25 de junho, um homem...

Jorge Gaspar assume candidatura à Comissão Política da Distrital de Santarém do PSD

Consciente de que “há muito para mudar no PSD para que o Partido volte a merecer a...

Casa do Pessoal do IPT assinala Dia das Nações Unidas para o Serviço Público com ação de voluntariado no CIRE

A Casa do Pessoal do Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou o Dia das Nações Unidas para...

10.ª “Gala Vinhos do Tejo 2022” distingue excelência da região

Realizou-se na noite de sábado, 25 de junho, a “10.ª Gala Vinhos do Tejo 2022”, que juntou...

Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT em situação de contingência

A urgência de Ginecologia-Obstetrícia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), localizada na Unidade de Abrantes, vai...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

Natural de Tomar, Francisca Shearman de Macedo criou a United to Remake (U2R), em junho de 2021, uma empresa direcionada para o desenvolvimento de projetos de economia circular, com o objectivo, entre outros, de reduzir o desperdício, oferecer aconselhamento e ajudar as empresas a encontrar novas formas de reciclar e transformar, garantindo uma maior sustentabilidade ao planeta no qual todos somos convidados a ter um papel
ativo.


Elsa Ribeiro Gonçalves


Fale-nos um pouco sobre si…
O meu nome é Francisca Shearman de Macedo, tenho 50 anos e sou mãe da Maria Flor e do Manel, com 10 e 7 anos. Sou de Tomar e adoro a minha terra. Desde sempre que valorizo a importância das nossas origens, de preservação dos nossos costumes e, muito especialmente, sempre fui muito sensível a questões de sustentabilidade. Vivo e trabalho em Oeiras e a United to Remake faz parte do Hub de Inovação do Taguspark. Sou Licenciada em Relações Internacionais e toda a
minha experiência profissional foi construída na Banca, inicialmente com funções comerciais e, nos últimos anos, dedicada exclusivamente à área de Responsabilidade Social Corporativa, em Portugal e em Espanha.  Criei recentemente a United to Remake, uma Empresa dedicada/ direcionada para o desenvolvimento de projetos de economia circular.  
 
Descreva um pouco a história da empresa e em que consiste a United to Remake (U2R)?
Faz algum tempo que considero que ainda não existem suficientes empresas e pessoas envolvidas no que considero ser uma prioridade de topo: salvar a terra do desperdício em geral. A constatação do problema levou-me direta para a solução e
o problema é infelizmente muito claro: a taxa de circularidade de matérias primas no mundo é de 8.6% quando o mínimo desejável seria de apenas 17%. Acredito que a maioria das empresas não têm capacidade instalada para se debruçar sobre o tema. O negócio sobrepõe-se sempre e as prioridades nunca são
as ambientais. Acredito que a U2R dá resposta a esta lacuna e ajuda as empresas que ficam com uma equipa que trata do tema de A a Z e está totalmente focada na resolução dos impactos ambientais que a Empresa gera.

Quais são as vossas linhas de negócio?
A United To Remake assume um formato de empresa de consultoria e desenvolveu duas linhas de negócio: a primeira passa pela criação de um portefólio de programas de recolha, logística reversa e reciclagem, patrocinados por empresas conscientes, com a finalidade de viabilizar a recolha e a separação correta de
resíduos e, até mesmo, a sua transformação em novos produtos. Por exemplo, uma empresa que fabrica produtos de beleza deve ter uma preocupação de recolha das suas embalagens vazias e, como tal, desenha com a nossa ajuda um projeto de
logística reversa para garantir que os seus clientes devolvem as embalagens vazias e continuam a recomprar. Com estes resíduos podemos fazer milhares de coisas e voltar a inserir a matéria prima no ciclo de valor; E a segunda pela promoção de produtos de upcycling de parceiros, numa lógica B2C e B2B, através da qual
representamos empresas ou ONG’s que, com a nossa orientação, podem reutilizar os seus próprios resíduos na criação de peças de merchandising ou outras peças de upcycling.

– Leia a entrebista completa na edição que já está nas bancas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Idoso desaparecido localizado com vida pela GNR

O Comando Territorial de Santarém, através do Destacamento Territorial de Tomar, localizou, no dia 25 de junho, um homem...

Jorge Gaspar assume candidatura à Comissão Política da Distrital de Santarém do PSD

Consciente de que “há muito para mudar no PSD para que o Partido volte a merecer a...

Casa do Pessoal do IPT assinala Dia das Nações Unidas para o Serviço Público com ação de voluntariado no CIRE

A Casa do Pessoal do Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou o Dia das Nações Unidas para o Serviço Público, dia 29...

10.ª “Gala Vinhos do Tejo 2022” distingue excelência da região

Realizou-se na noite de sábado, 25 de junho, a “10.ª Gala Vinhos do Tejo 2022”, que juntou mais de 300 pessoas numa...

Urgência de Ginecologia-Obstetrícia do CHMT em situação de contingência

A urgência de Ginecologia-Obstetrícia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), localizada na Unidade de Abrantes, vai estar em situação de contingência...

Associação de Dadores Benévolos de Sangue do Hospital de Tomar celebra o 28.º aniversário e reforça apelo à dádiva

Foi com um almoço convívio onde foram homenageados muitos dadores, que a Associação de...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -