fbpx
15.9 C
Tomar

CHMT: objetivo principal em 2022 é alcançar os números de 2019 em termos de atividade e prestação de serviços

Relacionadas

Igreja de S. João Baptista: conclusão das obras adiada para o final de 2022

Foi aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara, na segunda feira, a prorrogação do prazo para a...

Mais de cem pessoas na descida do Nabão em jangadas improvisadas

Foram 115 as pessoas que participaram, no passado domingo, dia 26 de junho, na 13.ª Descida do...

CIM do Médio Tejo marcou presença em Fátima na 10.ª edição dos workshops internacionais de Turismo Religioso

A convite da Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) e em colaboração com o Município de Ourém, a CIM...

Concurso “Dá-me uma tampa!” recolhe 1067 garrafões de tampinhas

A turma A do 11.º ano da ESSMO dinamizou um projeto ao longo do ano letivo que...
Ana Isabel Felício
Comecei a trabalhar no Jornal Cidade de Tomar em 1999. Já lá vão uns anitos. Depois de sair da Universidade e de todas as dúvidas e dificuldades que surgem, foi-se construindo um caminho de experiência, com muitas situações, muitas pessoas, muitas aventuras e, claro, muito trabalho. Ao fim de todos estes anos, apesar de todos os percalços que a vida nos vai dando, cá estou, todos os dias a fazer o meu trabalho o melhor que sei, aprendendo com os que me rodeiam e também ensinando alguma coisa.

Num encontro com a comunicação social, no passado dia 30 de março, na biblioteca do Hospital de Abrantes, o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), Casimiro Ramos, revelou que, o CHMT registou, em 2021, a maior redução de resultados negativos dos últimos cinco anos, fechando o ano com 12,6 milhões negativos.

Os custos com a atividade aumentaram significativamente para 76 milhões de euros, assim como o investimento em materiais e infraestruturas que subiram aos quase 6 milhões de euros. Com um orçamento à volta de cem milhões de euros, cerca de 12 milhões são gastos em medicação.

Neste encontro, onde foram abordados os momentos mais marcantes de 2021 e os projetos para 2022, Casimiro Ramos sublinhou, também, a redução da dívida e a diminuição do número de pessoas em lista de espera, como dois dos objetivos alcançados em 2021. Para este ano, o objetivo principal é alcançar os números de 2019 em termos de atividade e prestação de serviços.

O CHMT está atualmente com uma média de 760 consultas e cerca de meia centena de cirurgias por dia. Em termos de Covid-19, neste momento estão internados cerca de 30 doentes, sendo que apenas um deles necessita de cuidados intensivos.

Como momentos marcantes de 2021, o presidente do Conselho de Administração destacou, até maio de 2021, uma fase crítica das restrições Covid; em junho/agosto, começaram as primeiras medidas de alívio na crise Covid e, em agosto, entrou em vigor o plano de normalização dos serviços com a recolocação das consultas externas, das consultas de Imuno-Alergologia e de Cirurgia Geral, assim como os exames de Cardiologia, na Unidade de Torres Novas; a capacidade de internamento de Ortopedia em Abrantes aumentou para 36 camas.

Em setembro, os restantes serviços regressaram aos seus locais originais e a atividade programada recomeçou em pleno. As Consultas Externas, o Hospital de Dia de Medicina e a Hospitalização Domiciliária, na unidade de Abrantes, regressaram ao 10.º piso. Em set/out, a RM (Abrantes) e a TAC (Torres Novas) iniciaram o seu funcionamento. Foi implementado o programa de recuperação de listas de espera e em três meses, as atividades mais críticas como a Ortopedia e a Oftalmologia, começaram uma recuperação histórica. Foram retomadas as visitas diárias aos doentes e a enfermaria Covid tinha em média seis doentes e um a dois em cuidados intensivos. (…)

Uma notícia para ler na íntegra na edição impressa de 8 de abril.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Igreja de S. João Baptista: conclusão das obras adiada para o final de 2022

Foi aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara, na segunda feira, a prorrogação do prazo para a...

Mais de cem pessoas na descida do Nabão em jangadas improvisadas

Foram 115 as pessoas que participaram, no passado domingo, dia 26 de junho, na 13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas, numa...

CIM do Médio Tejo marcou presença em Fátima na 10.ª edição dos workshops internacionais de Turismo Religioso

A convite da Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) e em colaboração com o Município de Ourém, a CIM do Médio Tejo esteve mais...

Concurso “Dá-me uma tampa!” recolhe 1067 garrafões de tampinhas

A turma A do 11.º ano da ESSMO dinamizou um projeto ao longo do ano letivo que visou recolher o máximo de...

13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas é este domingo

A 13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas é este domingo, dia 26 de junho, numa organização do Moto Organizadora de Competição...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -