fbpx
14.1 C
Tomar

Joana Feliciano: “Todos os projetos nascem da missão seja de um ou mais sonhadores”

Relacionadas

Igreja de S. João Baptista: conclusão das obras adiada para o final de 2022

Foi aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara, na segunda feira, a prorrogação do prazo para a...

Mais de cem pessoas na descida do Nabão em jangadas improvisadas

Foram 115 as pessoas que participaram, no passado domingo, dia 26 de junho, na 13.ª Descida do...

CIM do Médio Tejo marcou presença em Fátima na 10.ª edição dos workshops internacionais de Turismo Religioso

A convite da Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) e em colaboração com o Município de Ourém, a CIM...

Concurso “Dá-me uma tampa!” recolhe 1067 garrafões de tampinhas

A turma A do 11.º ano da ESSMO dinamizou um projeto ao longo do ano letivo que...
Ana Isabel Felício
Comecei a trabalhar no Jornal Cidade de Tomar em 1999. Já lá vão uns anitos. Depois de sair da Universidade e de todas as dúvidas e dificuldades que surgem, foi-se construindo um caminho de experiência, com muitas situações, muitas pessoas, muitas aventuras e, claro, muito trabalho. Ao fim de todos estes anos, apesar de todos os percalços que a vida nos vai dando, cá estou, todos os dias a fazer o meu trabalho o melhor que sei, aprendendo com os que me rodeiam e também ensinando alguma coisa.

No passado dia 27 de novembro, a Associação Solo Adventures, promoveu, em Tomar, um jantar da gratidão, um jantar solidário de networking no qual a gratidão foi servida à mesa! O “Cidade de Tomar” falou com Joana Feliciano sobre esta associação e os seus objetivos.

Cidade Tomar – Como surgiu a Solo Adventures?

Joana Feliciano – Tudo começa e acaba nas pessoas. A história de vida da Solo Adventures conta-se através de pessoas. Todos os projetos nascem da missão seja de um ou mais sonhadores, por isso este não é diferente. A 10 de junho de 2018 abrimos as portas enquanto movimento de empreendedorismo social para empoderar o indivíduo e a mudança social positiva. Na Solo Adventures, desde o seu início, as viagens são as pessoas e acreditamos que a mudança não se faz sozinha por isso queremos ajudar. Fomos crescendo e percebemos que não estávamos sozinhos no nosso de sonho – o de criar uma comunidade de Sonhadores Praticantes onde reine a colaboração, a inspiração mútua e o foco no desenvolvimento humano e no seu bem estar. No dia 25 de outubro de 2019 evoluímos para uma associação sem fins lucrativos. Hoje, o nosso propósito é ajudar-te a encontrares o teu. Somos uma comunidade de Sonhadores Praticantes. Pretendemos inspirar e empoderar pessoas que procuram o seu propósito, fomentando uma maior consciência individual, social e cívica. Através de uma metodologia de três pilares (autoconhecimento, autorrealização e ligações interpessoais), focamo-nos no desenvolvimento humano, na saúde mental e no bem estar emocional. Pretendemos empoderar cada vez mais pessoas para que atinjam maiores níveis de bem estar e de autorrealização, a fim de contribuir para sociedades mais felizes e interligadas.

– Quem constitui esta associação?

– A associação foi fundada em 2019 por mim, Joana Feliciano, e pelo João Madeira e a nós juntaram-se vários amigos sonhadores que acreditaram desde o início no potencial da missão e visão social que trazíamos e à qual contribuíram para fazer crescer. Somos nove membros dos órgãos sociais fundadores, dos quais sete têm raízes no concelho de Tomar e os restantes vêm de outras partes do país como Faro e Guarda. Em 2020 abrimos pela primeira vez candidaturas para crescer a equipa de voluntariado, sendo que atualmente somos cerca de 30 pessoas de várias partes do país e fora dele (emigrantes/imigrantes de língua portuguesa) que estão por exemplo em: Lisboa, Amadora, Oeiras, Torres Vedras, Coimbra, Aveiro, Porto, Paços de Ferreira, Suíça e claro, Tomar. Neste momento somos uma equipa constituída a 100% por voluntariado, mantemos sempre um ambiente inclusivo, repleto de diversidade, motivação, empatia e sentido de missão. Estamos com vagas de voluntariado online e/ou presencial em aberto até dia 9 de janeiro de 2022, e em poucas horas da pré-abertura recebemos mais de 40 candidaturas! Estamos muito felizes com a procura e crescimento. (…)

Uma entrevista para ler na íntegra na edição impressa de 31 de dezembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Igreja de S. João Baptista: conclusão das obras adiada para o final de 2022

Foi aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara, na segunda feira, a prorrogação do prazo para a...

Mais de cem pessoas na descida do Nabão em jangadas improvisadas

Foram 115 as pessoas que participaram, no passado domingo, dia 26 de junho, na 13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas, numa...

CIM do Médio Tejo marcou presença em Fátima na 10.ª edição dos workshops internacionais de Turismo Religioso

A convite da Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) e em colaboração com o Município de Ourém, a CIM do Médio Tejo esteve mais...

Concurso “Dá-me uma tampa!” recolhe 1067 garrafões de tampinhas

A turma A do 11.º ano da ESSMO dinamizou um projeto ao longo do ano letivo que visou recolher o máximo de...

13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas é este domingo

A 13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas é este domingo, dia 26 de junho, numa organização do Moto Organizadora de Competição...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -