fbpx
32.3 C
Tomar

Peregrinos relatam transformação que sentem após percorrer o caminho de Santiago

Relacionadas

Cem Soldos: Todos os caminhos vão dar aos Bons Sons

Lena d’Água, Rui Reininho, Aldina Duarte, B Fachada são alguns dos nomes que este ano participam no...

Hóquei em patins: Sistema de Revisão de Vídeo (SRV) é novidade na Elite Cup, de 2 a 4 de setembro, em Tomar

O sorteio da sexta edição da Elite Cup foi realizado hoje, quarta feira, ao início da tarde....

Programa “Olhá Festa” emite em directo “Viver Ferreira do Zêzere”

"Olhá Festa", que percorre o país durante o mês de agosto, será transmitido...

Fado de Coimbra na Sertã a 13 de agosto

No próximo sábado, 13 de agosto, a partir das 21h30m, o Logradouro da...

Hong Kong ainda mais próspera nos próximos cinco anos

No discurso que proferiu nas celebrações do 25.º aniversário da reintegração de Hong Kong, o Presidente chinês,...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

“Nunca pares”. Assim se intitula a obra de Emanuel Mendes, piloto de linha aérea, dedicada aos caminhos de Santiago e também de Fátima, e que foi apresentada na sexta-feira, 19 de novembro, na sala multiusos do Convento de Cristo, em Tomar.

O escritor Nuno Garcia Lopes fez a apresentação do autor que descreveu como um viajante que é fã dos caminhos de peregrinação, sendo que Tomar é referenciado por várias vezes neste livro, seja no início, no meio ou no fim. Emanuel Mendes reconheceu que este livro foi “um parto difícil” devido à pandemia e começou por fazer a referência ao título do livro “Nunca pares” explicando que é o “nunca pares de ter um objectivo, de querer realizar algo” e que foi isso que os caminhos acabaram por lhe ensinar. Conta que os caminhos surgiram na sua vida quando estava à porta da igreja de Santiago em Lisboa e viu uma placa onde estava uma frase que indicava o caminho e, num período de maior instabilidade profissional, sentiu que era um sinal do Universo para ir fazer o caminho. “Vou para casa e começo a pesquisar tudo sobre o caminho de Santiago e a descobrir a simbologia do caminho como, por exemplo, a origem da seta amarela”, exemplificou, acrescentando que há um capítulo do livro dedicado à simbologia.

Obra sobre caminhos de Santiago foi apresentada no Convento de Cristo, em Tomar

Ana Soares, representante do Município de Tomar, referiu que o município se associou, desse o início, à proposta do autor. “Para a Câmara de Tomar, o caminho de Santiago é um elemento fulcral, sendo um dos vetores e fatores de projeção do município. O facto de estarmos no caminho central português e de pertencermos à Direção da Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago e toda esta dinâmica em torno do caminho para o município diz muito”, realçou, acrescentando que para além da sua dimensão de caminho de peregrinação, seja um objeto de turistificação.

  • Notícia desenvolvida na próxima edição semanal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Cem Soldos: Todos os caminhos vão dar aos Bons Sons

Lena d’Água, Rui Reininho, Aldina Duarte, B Fachada são alguns dos nomes que este ano participam no...

Hóquei em patins: Sistema de Revisão de Vídeo (SRV) é novidade na Elite Cup, de 2 a 4 de setembro, em Tomar

O sorteio da sexta edição da Elite Cup foi realizado hoje, quarta feira, ao início da tarde....

Programa “Olhá Festa” emite em directo “Viver Ferreira do Zêzere”

"Olhá Festa", que percorre o país durante o mês de agosto, será transmitido durante o “Jornal da Noite”...

Fado de Coimbra na Sertã a 13 de agosto

No próximo sábado, 13 de agosto, a partir das 21h30m, o Logradouro da Junta de Freguesia de Pedrógão...

Hong Kong ainda mais próspera nos próximos cinco anos

No discurso que proferiu nas celebrações do 25.º aniversário da reintegração de Hong Kong, o Presidente chinês, Xi Jinping, referiu quatro objetivos...

Viver Ferreira do Zêzere de 12 a 14 de agosto com concertinas, folclore e artistas do panorama nacional

Miguel Gameiro e João Pedro Pais são dois dos músicos que vão atuar no “Viver Ferreira do Zêzere”,evento que aglomera o “depenicar”...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -