Jornal Cidade de Tomar

Festa dos Tabuleiros é um dos dez projetos vencedores da 4.ª edição do “Programa Tradições” da EDP

Prémio irá contribuir para a criação de um acervo digital, que irá ajudar a dar visibilidade ao património da Festa dos Tabuleiros.

A Festa dos Tabuleiros é um dos dez projetos vencedores da 4.ª edição do “Programa Tradições”, da EDP, num universo de 68 candidaturas à escala nacional.

Das 68 candidaturas, foram escolhidas dez tradições típicas de diferentes regiões portuguesas, não apenas pela sua relevância histórica e social para as comunidades, mas também pelo impacto que podem ter na criação de emprego, na dinamização da economia local e na própria sustentabilidade das regiões.

A EDP irá distribuir um apoio financeiro de 213 mil euros por estes projetos, de forma a contribuir para a sobrevivência das nossas tradições e para a garantia do seu futuro.

Segundo o programa, “A Festa dos Tabuleiros é uma das mais antigas do nosso país, acreditando-se que remonta ao reinado de D. Dinis e da Rainha Santa Isabel. É uma das celebrações mais importantes em Portugal, acontecendo de quatro em quatro anos em Tomar. Por ser uma comemoração tão importante para a comunidade, enquanto ativo cultural e patrimonial e recurso diferenciador da região, a Câmara Municipal de Tomar quer ajudar a salvaguardá-la e a preservar os valores culturais dos nabantinos”.

O projeto Salvaguarda e Revitalização das Artes Tradicionais da Festa dos Tabuleiros quer “preservar as aptidões ligadas ao artesanato tradicional, protegendo não só os produtos artesanais, mas também as competências e os conhecimentos necessários para os fazer. Assim, o objetivo é criar condições que incentivem os artesãos a continuar a produzir a transmitirem os seus conhecimentos aos mais novos. Para isso, estão pensadas várias ações de sensibilização nas escolas do concelho, que pretendem passar o conhecimento, de forma intergeracional, do “saber fazer” relacionado com a Festa. Estas iniciativas, que abrangem todos os ciclos de ensino, têm o objetivo de motivar e incentivar os jovens a frequentar a oferta formativa do artesanato tradicional. Em última instância, o projeto Salvaguarda e Revitalização das Artes Tradicionais da Festa dos Tabuleiros irá ajudar a fortalecer os laços de solidariedade, de construção e de um sentimento de pertença”.

Neste sentido, o prémio da EDP irá contribuir “para a criação de um acervo digital, que irá ajudar a dar visibilidade ao património da Festa dos Tabuleiros. Neste acervo estarão incluídas todas as categorias patrimoniais associadas à Festa, nomeadamente a olaria, a latoaria, a cestaria, a confeção de flores em papel e a confeção de rodilhas. A par disso, o projeto pretende também recolher testemunhos orais sobre as técnicas de produção de artefactos, contribuindo para a procura de significados e memórias dos objetos”.

Exit mobile version