fbpx
17.1 C
Tomar

Cantora tomarense dá a sua primeira entrevista oficial como Caco à Rádio Cidade de Tomar

Relacionadas

Expoégua: o momento em que a Golegã, a Capital do Cavalo enaltece a égua

Exposição de éguas e poldros, Romaria, Prova de Vinhos do Tejo, entre outras...

Já está definida a Comissão Central da Festa dos Tabuleiros de 2023

Já está definida a Comissão Central da Festa dos Tabuleiros de 2023, equipa que irá acompanhar o...

Regimento de Infantaria N.º 15 assinalou 216.º aniversário com exposição sobre “Os Novos Templários ao Serviço da Paz”

O Regimento de Infantaria N.º 15 (RI15), em Tomar, assinalou, no passado dia 19 de maio, o 216.º aniversário,...

Ramal de Tomar: início dos trabalhos de proteção anticorrosiva na Ponte da Bezelga

A Infraestruturas de Portugal deu início aos trabalhos de tratamento anticorrosivo na Ponte da Bezelga, localizada ao...

Leões de Tomar começaram o ‘play-off’ do campeonato com pesada derrota no Porto

Quatro dias depois da eliminação da Liga Europeia (nas meias finais, diante do Valongo, no desempate por...

A cantora tomarense Caco, nome artístico, lançou, na semana passada dois temas em várias plataformas digitais e, até hoje, dia 29, já ultrapassou as 8500 visualizações. O videoclip do tema “Feliz em segredo” inclui imagens de Tomar. A cantora prepara-se também para lançar o álbum “Sen-ti(r)”, com doze temas.

Carolina Oliveira Félix, o seu verdadeiro nome, deu a sua primeira entrevista oficial como Caco à Rádio Cidade de Tomar, hoje de manhã, onde falou um pouco do seu percurso.

Caco começou por revelar que a música é “o maior dos meus senhos, é mesmo o único e desde que lancei o EP que estou a viver esse sonho. Tenho recebido muito amor e o feedback tem sido bastante positivo”.

Tudo começou por volta dos 10 anos, mas foi aos 13 que pisou pela primeira um palco, nada data com uma banda composta por colegas da escola. Antes disso, Caco cantava em karaokes com amigos e achava que não cantava bem.

A banda, com o nome Extempore, que começou na escola surgiu no âmbito de um projeto de Geografia, mas, a partir daí, continuaram sempre a cantar. Entretanto, a banda, onde era vocalista, terminou, mas Caco continuou a cantar e a compor os seus originais, contando sempre com o apoio dos amigos.

Podem acompanhar o trabalho da Caco em @eusouacaco, no Instagram e no Facebook.

Uma entrevista para ler na íntegra na edição impressa de 2 de abril. Não perca!

José António

Ana Isabel Felício

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Expoégua: o momento em que a Golegã, a Capital do Cavalo enaltece a égua

Exposição de éguas e poldros, Romaria, Prova de Vinhos do Tejo, entre outras...

Já está definida a Comissão Central da Festa dos Tabuleiros de 2023

Já está definida a Comissão Central da Festa dos Tabuleiros de 2023, equipa que irá acompanhar o...

Regimento de Infantaria N.º 15 assinalou 216.º aniversário com exposição sobre “Os Novos Templários ao Serviço da Paz”

O Regimento de Infantaria N.º 15 (RI15), em Tomar, assinalou, no passado dia 19 de maio, o 216.º aniversário, relembrando a data da sua criação...

Ramal de Tomar: início dos trabalhos de proteção anticorrosiva na Ponte da Bezelga

A Infraestruturas de Portugal deu início aos trabalhos de tratamento anticorrosivo na Ponte da Bezelga, localizada ao quilómetro 5,298 do Ramal de...

Leões de Tomar começaram o ‘play-off’ do campeonato com pesada derrota no Porto

Quatro dias depois da eliminação da Liga Europeia (nas meias finais, diante do Valongo, no desempate por grandes penalidades: 7-5 no total),...

U. Tomar foi avassalador diante do Cartaxo: com cabeça limpa… e pontaria afinada!

Uma goleada para a história! A equipa principal do U. Tomar goleou o Cartaxo por expressivo 10-0, no passado domingo, na antepenúltima...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -