fbpx
21.3 C
Tomar

Bombeiros Torrejanos realizam parto em ambulância

Relacionadas

Vereadora Filipa Fernandes: “Tanto nos partidos como nas instituições, o importante são as equipas e as pessoas que as constituem”

Cidade Tomar - Em tempos de pandemia, quais têm sido as maiores dificuldades durante este mandato em...

Carta Arqueológica do Concelho é lançada domingo em Tomar

A Carta Arqueológica do Concelho, “As origens de Tomar”, da autoria de Carlos Batata e com edição...

CEFT – Centro de Estudos em Fotografia de Tomar apresenta Ciclo de Exposições em Fotografia e Território

O CEFT – Centro de Estudos em Fotografia de Tomar que resulta de uma parceria entre o...

Alunos do Agrupamento Nuno de Santa Maria agem hoje pelo futuro

“Agir Hoje… É Preparar o Futuro!” é o nome da iniciativa que o Agrupamento de Escolas Nuno...

RI15 promove Exercício Final do 9.º Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército

O Regimento de Infantaria 15 promove o Exercício Final do 9.º Curso de Formação Geral Comum de...

Nuno Gorjão e Pedro Matos, do corpo de Bombeiros Voluntários Torrejanos, realizaram um parto em ambulância.

Por volta da meia-noite do dia 4 de dezembro de 2020, os Bombeiros Voluntários Torrejanos receberam uma chamada telefónica, de uma grávida.

Poucos minutos depois, chegava uma ambulância à porta da senhora, no Casal Pote (Meia Via). A senhora, com algumas dores, comentou que se previa que o bebé nascesse naquele dia. Mas nada fazia adivinhar o que viria a acontecer, em poucos minutos: já na ambulância, Nuno Gorjão e Pedro Matos começam a ver a coroa encefálica e Maria Beatriz nasceu aos dezassete minutos da meia-noite de 4 de dezembro, na ambulância.

Foi um parto inesperado, mas uma grande alegria para estes dois bombeiros que, pela primeira vez em mais de 15 anos de serviço, realizaram um parto.

Os cerca de 7/8 minutos de serviço são descritos pelos dois bombeiros como uma “sensação única e de alívio, por vermos que correu tudo bem”.

Ainda na ambulância, realizaram o protocolo (limpeza, aquecimento e aspiração). Pouco depois, chegou ao local uma VMER e foi retirada a placenta e cortado o cordão umbilical, seguindo-se o transporte da mãe e filha para a maternidade da Unidade de Abrantes.

Nas palavras de Nuno Gorjão, “Aconteceu tudo tão depressa que é difícil de explicar. Não consigo descrever a sensação de alegria e bem-estar. Talvez tenha sido um sinal de esperança para o final deste ano de 2020 e também para o ano que se avizinha”.

Palavras que espelham o momento único e de um simbolismo enorme, para estes dois bombeiros e para toda a corporação dos Bombeiros Voluntários Torrejanos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Vereadora Filipa Fernandes: “Tanto nos partidos como nas instituições, o importante são as equipas e as pessoas que as constituem”

Cidade Tomar - Em tempos de pandemia, quais têm sido as maiores dificuldades durante este mandato em...

Carta Arqueológica do Concelho é lançada domingo em Tomar

A Carta Arqueológica do Concelho, “As origens de Tomar”, da autoria de Carlos Batata e com edição...

CEFT – Centro de Estudos em Fotografia de Tomar apresenta Ciclo de Exposições em Fotografia e Território

O CEFT – Centro de Estudos em Fotografia de Tomar que resulta de uma parceria entre o Instituto Politécnico de Tomar (IPT)...

Alunos do Agrupamento Nuno de Santa Maria agem hoje pelo futuro

“Agir Hoje… É Preparar o Futuro!” é o nome da iniciativa que o Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria vai desenvolver...

RI15 promove Exercício Final do 9.º Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército

O Regimento de Infantaria 15 promove o Exercício Final do 9.º Curso de Formação Geral Comum de Praças do Exército na área...

Francisco Sousa em 11.º lugar na primeira prova da Taça de Portugal de Downhill 2021

Francisco Sousa (Team Ribeirense DH) classificou-se em 11.º lugar na primeira prova pontuável para a Taça de Portugal de Downhill 2021 -...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -