fbpx
15.7 C
Tomar

CHMT: Serviço de Medicina Intensiva tem equipamento de monitorização único no país

Relacionadas

Competições distritais de futebol e futsal em risco de não serem concluídas

As provas organizadas pela Associação de Futebol de Santarém (AFS) estão em risco de não serem finalizadas...

Vila de Rei: surto de Covid-19 com 12 infetados circunscrito ao Centro de Acolhimento de S. João do Peso

Onze utentes e um funcionário (não residente no Concelho de Vila de Rei) do Centro de Acolhimento...

Deputados do PSD apresentam recomendação para urgente requalificação da Escola EB 2,3/S Pedro Ferreiro

O Grupo Parlamentar do PSD apresentou na Assembleia da República uma iniciativa parlamentar que visa obrigar o...

Covid-19: distrito de Santarém com 385 mortos

Nos 21 concelhos do distrito de Santarém já morreram 385 pessoas, vítimas de infeção por Covid-19. Nesta...

Remoção de fibrocimento nas escolas arranca esta semana

Na segunda feira, dia 25 de janeiro, o Município de Tomar consignou as obras de substituição das...

O Serviço de Medicina Intensiva do Centro Hospitalar do Médio Tejo recebeu um equipamento de monitorização, com tecnologia de vanguarda, único no país. Trata-se de um aparelho, denominado HemoSphere, que com recurso a inteligência artificial,  através de um algoritmo, faz a interpretação de dados recolhidos nos doentes críticos, permitindo antecipar procedimentos para reverter eventuais alterações da situação clínica dos referidos doentes.

Esta nova plataforma de monitorização avançada, ao permitir antecipar momentos críticos, facilita a decisão dos profissionais de saúde face à situaçãoclínica do doente crítico. A diversidade de perfis e de configurações de cuidados e a medição dos parâmetros hemodinâmicos avançados, recolhidos e interpretados pela HemoSphere, ajudam à tomada de decisões pro-ativas em diversas situações clínicas que ajudam a estabilizar o doente.

Nuno Catorze, diretor do Serviço de Medicina Intensiva, do Centro Hospitalar do Médio Tejo, reconhece a vantagem deste equipamento na diferenciação do Serviço, que incrementa “a capacidade de monitorização hemodinamica, complementando os equipamentos já existentes, permitindo uma maior versatilidade e abrangência das competências da medicina intensiva, nomeadamente na neuromonitorização e Cardiovascular“. 

O diretor do Serviço de Medicina Intensiva afirma, ainda, que “a inteligência artificial permitirá, neste caso, aumentar a diferenciação técnica auxiliando na decisão clínica”. 

Nuno Catorze sublinha que “as novas tecnologias são um instrumento (ou um legado) fundamental na aprendizagem e ensino da medicina, nomeadamente em cuidados intensivos, o que trará mais valias à qualidade assistencial, apoiando os jovens médicos numa decisão mais acertada”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Competições distritais de futebol e futsal em risco de não serem concluídas

As provas organizadas pela Associação de Futebol de Santarém (AFS) estão em risco de não serem finalizadas...

Vila de Rei: surto de Covid-19 com 12 infetados circunscrito ao Centro de Acolhimento de S. João do Peso

Onze utentes e um funcionário (não residente no Concelho de Vila de Rei) do Centro de Acolhimento...

Deputados do PSD apresentam recomendação para urgente requalificação da Escola EB 2,3/S Pedro Ferreiro

O Grupo Parlamentar do PSD apresentou na Assembleia da República uma iniciativa parlamentar que visa obrigar o governo, e em particular o...

Covid-19: distrito de Santarém com 385 mortos

Nos 21 concelhos do distrito de Santarém já morreram 385 pessoas, vítimas de infeção por Covid-19. Nesta altura o total acumulado de...

Remoção de fibrocimento nas escolas arranca esta semana

Na segunda feira, dia 25 de janeiro, o Município de Tomar consignou as obras de substituição das coberturas de fibrocimento nas escolas...

Maria dos Anjos Esperança distinguida como profissional do ano pelo Rotary Club Tomar Cidade

Os membros de Rotary International são profissionais com destaque nas suas atividades, têm uma classificação profissional, dedicam o mês de janeiro aos...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -