fbpx
15.9 C
Tomar

Carina Januário lançou um serviço de assistente virtual em Tomar

Relacionadas

Igreja de S. João Baptista: conclusão das obras adiada para o final de 2022

Foi aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara, na segunda feira, a prorrogação do prazo para a...

Mais de cem pessoas na descida do Nabão em jangadas improvisadas

Foram 115 as pessoas que participaram, no passado domingo, dia 26 de junho, na 13.ª Descida do...

CIM do Médio Tejo marcou presença em Fátima na 10.ª edição dos workshops internacionais de Turismo Religioso

A convite da Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) e em colaboração com o Município de Ourém, a CIM...

Concurso “Dá-me uma tampa!” recolhe 1067 garrafões de tampinhas

A turma A do 11.º ano da ESSMO dinamizou um projeto ao longo do ano letivo que...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.

Carina Januário, 30 anos, é a primeira assistente virtual a exercer atividade a partir de Tomar. A jovem empreendedora esteve nos estúdios do Jornal e Rádio “Cidade de Tomar” para nos contar um pouco sobre o seu projecto “Infinita-te” – lançado recentemente em http://infinitate.pt/ –  e qual o conceito desta atividade que ainda é um pouco desconhecida do público mas que promete ser uma das profissões do futuro. 

Jornal Cidade de Tomar – Quem é a Carina Januário e como chegou a assistente virtual?
Carina Januário – Vim do Alentejo para Tomar com 18 anos, para estudar no Politécnico de Tomar. Tirei Gestão Turística e Cultural.  Acabei por arranjar sempre trabalho na zona de Tomar e, desde essa altura até ao presente, percebi que gostaria de abraçar um novo desafio, um novo projecto “Infinita-te”, um serviço de assistente virtual que me permite chegar e ajudar o maior número de pessoas. Creio que em Portugal este conceito ainda não é muito conhecido no entanto, estamos a viver tempos diferentes, de mudança e acredito que tanto no presente como no futuro este serviço vai ser muito importante para os empreendedores…
 
A formação superior foi em Gestão Turística Cultural, houve a adaptação ao mercado de trabalho profissional mas sentiu que não era por aí o caminho. Tem que se ter coragem. Não é fácil largar o convencional e abraçar o novo…

Sim, não é fácil. Ainda existe aquela ideia enraizada de termos um trabalho tradicional, num espaço físico e a cumprir o horário. Que o trabalho em casa à partida não é valorizado. Mas isso não é verdade. Ainda bem que o mundo está a mudar, nem sempre devido aos melhores acontecimentos – como é o caso desta pandemia que levou muitos ao teletrabalho – mas é uma oportunidade para as pessoas poderem abrir um pouco mais os horizontes existindo muito mais do que um trabalho das 9h às 17h.

Para quem quer trabalhar a partir de casa existe ainda o desafio das pessoas, familiares e amigos, questionarem a nossa decisão de largarmos um trabalho fixo e começarmos a trabalhar num projecto que é um sonho nosso… Porque é que se chama “Infinita-te” e qual é a matriz deste projecto?
O Infinita-te para mim é muito especial. É o meu primeiro bebê. É algo que nasce de um processo interno e tal como o nome indica remete para o Infinito. A nível pessoal sentia que necessitava de uma maior flexibilidade de horários, de não estar tão presa a um local físico diariamente e, por outro lado, a nível profissional – senti que poderia ser útil multiplicando o tempo das pessoas, uma vez que o meu público alvo são os empreendedores/as e as pequenas empresas – permite facilitar e ajudar nos desafios diários que estes têm. 

Na prática, que tipo de serviços oferece através do Infinita-te?
Neste momento, os serviços que tenho são de gestão, organização e resposta a emails, fazendo telefonemas para clientes e fornecedores, marcação de viagens e também organização e apresentações de negócios/eventos ou workshops. São os serviços que normalmente são feitos por uma administrativa mas, neste caso, a nível remoto. Mesmo a nível de gestão de agenda pessoal ou profissional, fazendo marcações de reuniões, consultas médicas, por exemplo, estou disponível para facilitar. Também faço gestão de redes sociais, como facebook ou instagram ou LinkedIn, dinamizar conteúdos.


. Leia a entrevista completa na próxima edição semanal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -

Últimas

Igreja de S. João Baptista: conclusão das obras adiada para o final de 2022

Foi aprovada, por unanimidade, na reunião de câmara, na segunda feira, a prorrogação do prazo para a...

Mais de cem pessoas na descida do Nabão em jangadas improvisadas

Foram 115 as pessoas que participaram, no passado domingo, dia 26 de junho, na 13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas, numa...

CIM do Médio Tejo marcou presença em Fátima na 10.ª edição dos workshops internacionais de Turismo Religioso

A convite da Associação Empresarial Ourém-Fátima (ACISO) e em colaboração com o Município de Ourém, a CIM do Médio Tejo esteve mais...

Concurso “Dá-me uma tampa!” recolhe 1067 garrafões de tampinhas

A turma A do 11.º ano da ESSMO dinamizou um projeto ao longo do ano letivo que visou recolher o máximo de...

13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas é este domingo

A 13.ª Descida do Nabão em Jangadas Improvisadas é este domingo, dia 26 de junho, numa organização do Moto Organizadora de Competição...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -