fbpx
27.4 C
Tomar

“Canto Firme” dá a conhecer ofertas formativas no âmbito do ensino especializado da música e do Conservatório de Artes

Relacionadas

“Fazer visitas guiadas num sítio extraordinário como Tomar é apaixonante”

Sandra Costa, 44 anos, é guia turística em Tomar e conta-nos como teve que readaptar a sua atividade...

Banco de voluntariado fez cinco mil máscaras

A vereadora Filipa Fernandes informou, na reunião de câmara, na segunda feira, acerca da entrega de mais...

Agrupamento 44 em Tomar assinala Bodas de Diamante com inauguração do museu Carlos Simões da Silva

O Agrupamento 44 do Corpo Nacional de Escutas em Tomar assinalou a 1 de julho, o seu...

Comemorações dos 75 anos do Escutismo em Tomar

No passado dia 1 julho, o Agrupamento 44 dos Escuteiros do CNE, comemorou os 75 Anos do...

Covid-19: dois novos casos positivos em Ourém

Hoje, terça feira, dia 7 de julho, há dois novos casos positivos de Covid-19 no concelho de...
Elsa Ribeiro Gonçalves
Elsa Ribeiro Gonçalves
Nasceu em Tomar em 1976. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social do IP Lisboa. É jornalista desde 2005, sempre na imprensa regional. Mãe de uma menina, a escrita e as viagens são as suas outras grandes paixões.



Fomos conhecer de que modo a Canto Firme organizou a sua oferta para o próximo ano lectivo. As matrículas já se encontram a decorrer. 


Que tipo de oferta, ao nível do ensino articulado, tem a Canto Firme neste momento? Quais os cursos e onde são leccionados?

Antes de respondermos concretamente às questões, queremos agradecer a oportunidade que o Jornal “Cidade de Tomar” nos proporcionou ao podermos divulgar e dar a conhecer as nossas ofertas formativas no âmbito do ensino especializado da música e o nosso funcionamento enquanto Conservatório de Artes. Respondendo concretamente às questões que coloca, ao nível da oferta formativa do ensino articulado, temos o Curso Básico de Música, dos 2º e 3º Ciclos. Para além desta oferta formativa do ensino articulado, temos também outras ofertas como é o caso do Curso de Iniciação Musical, dos Cursos Básico e Secundário de Música, em regime supletivo, e dos Cursos em regime livre. Desta forma, o Curso de Iniciação Musical é um curso vocacionado para alunos de 1º Ciclo, em que são leccionadas as três disciplinas do currículo e, como oferta de escola, temos duas orquestras, uma baseada na metodologia Suzuki, para alunos de instrumentos de cordas friccionadas, e outra baseada na metodologia Orff, esta para alunos de instrumentos de cordas dedilhadas, teclas, sopros e percussão. Este curso é financiado, parcialmente, pelo Ministério da Educação. O Curso Básico de Música, em regime articulado, contém também as disciplinas do currículo, é totalmente financiado pelo Ministério da Educação e funciona em articulação com os Agrupamentos de Escolas Templários, Nuno de Santa Maria e Verde Horizonte. No caso dos Cursos Básico e Secundário de Música em regime supletivo, o plano de estudos é igual ao regime articulado, mas não funciona em articulação com os Agrupamentos de Escolas, ou seja, o aluno tem de realizar o percurso do Conservatório de forma independente, e são financiados apenas parcialmente pelo Ministério da Educação. No caso específico destes Cursos Básico e Secundário, em regime articulado e supletivo, as vagas são limitadas. Relativamente aos Cursos em regime livre, estes, como o próprio nome indica, são de frequência livre, na medida em que não contêm plano de estudos próprio e a propina é totalmente suportada pelos alunos, mediante o número de disciplinas que frequentam. Os instrumentos que são leccionados nos nossos Conservatórios são: Acordeão, Bateria, Canto, Clarinete, Contrabaixo, Fagote, Flauta de Bisel, Flauta Transversal, Guitarra Clássica, Guitarra Portuguesa, Harpa, Oboé, Órgão, Percussão, Piano, Saxofone, Trombone, Trompa, Trompete, Eufónio, Tuba, Violino, Viola de Arco e Violoncelo. Todos os nossos Cursos, acima referidos, são ministrados no Conservatório de Artes da Canto Firme de Tomar e no Conservatório de Música de Mação. Existe ainda para alunos do secundário, que queiram fazer carreira na área da música e ingressar numa escola superior de música, os Cursos Profissionais de Música, os quais em parceria estreita com o Agrupamento Templários. Cursos estes que têm apresentado bons resultados e permitido dinamizar toda a região. Ainda nas áreas artísticas e performativas, mais recentemente o Conservatório de Artes da Canto Firme conta com a sua Academia de Ballet. Esta é destinada a crianças e jovens, podendo iniciar a partir dos 3 anos de idade, sendo que existem diferentes níveis de frequência.


De que modo a instituição se adaptou a estes novos tempos? Quais foram as principais alterações?
Como todos os estabelecimentos de ensino em Portugal, e um pouco por todo o mundo, tivemos que nos adaptar a esta nova realidade. O momento é excecional e as medidas tiveram que ser pensadas de forma a garantir a segurança de todos os nossos alunos e professores. Todas as atividades letivas foram suspensas no seu formato presencial e, rapidamente, iniciámos o ensino à distancia. Para a nossa área especifica, a música e o ballet, esta modalidade de ensino à distância nem sempre se apresenta como algo fácil de realizar, isto por diversos fatores ligados à tecnologia, aos delays que existem no som e à disparidade que existe no acesso a este tipo de tecnologias. Desta forma procurámos adaptar, caso a caso, a melhor solução. Contudo, a escola, juntamente com o seu corpo docente, procurou as melhores soluções e com o maior empenho e dedicação têm realizado um trabalho magnífico com os nossos alunos, que, embora não tenha um resultado visível no momento – como audições, concertos ou vídeos – focou-se no acompanhamento com a mesma seriedade com que era feito presencialmente.


Que medidas tomaram para que as aulas fossem ministradas em total segurança?

Todas as nossas aulas passaram a decorrer de forma síncrona e assíncrona, contudo, com o evoluir da situação, voltámos a receber nas nossas instalações os alunos do 12º ano, os quais têm que respeitar e aceder às regras de segurança e higiene impostas (uso de máscara, utilização de gel desinfetante e impossibilidade de grandes aglomerações no interior das instalações). Também as instalações são constantemente limpas e higienizadas, bem como a disponibilização constante do material de proteção individual (máscara), sendo que em todos os pisos há dispensadores de gel. Também para as aulas presenciais os nossos horários foram desenhados de forma a evitar ao máximo o cruzamento e aglomerações de alunos.

O que gostariam de dizer aos futuros alunos?
Antes de mais, dizer que vivemos tempos novos, em que há muitos cuidados e medidas que temos que colocar em prática. Contudo a vida continua e não há que ter medo de seguir os nossos sonhos. Gostaríamos sinceramente que toda esta situação não coloca-se a adesão ao nosso sistema de ensino em causa. Gostaríamos ainda de relembrar os benefícios que o estudo da música traz ao ser humano, e à sua evolução não somente mental mas também social, tornando-nos pessoas mais atentas ao que nos rodeia e mais sensíveis aos que se cruzam connosco. Estamos preparados e motivados para receber novos alunos, bem como reencontrar os alunos que connosco já trabalham nesta procura da magia que os sons nos trazem.

Em que período decorrem as matrículas/outros esclarecimentos.
As matrículas já se encontram abertas, desde o passado dia 25 de Maio, e irão decorrer até ao próximo dia 26 de Junho. Devem ser efectuadas presencialmente na Secretaria do nosso Conservatório, podendo ser realizada uma pré-inscrição através do nosso site (www.cantofirme.pt). As nossas instalações encontram-se abertas no período de funcionamento semanal, entre as 09H00 e as 17H00. Agradecemos uma vez mais a oportunidade que nos deram em podermos divulgar o nosso Conservatório e as suas ofertas. Aproveitamos para convidar toda a comunidade Tomarense a seguir as nossas atividades, agora, devido ao momento que vivemos, através do nosso site e das redes sociais, mas, quando tudo voltar à normalidade, estamos de portas abertas para vos receber. Fazendo jus ao lema da nossa associação, despedimos-nos dizendo que “É bom estar entre amigos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas

“Fazer visitas guiadas num sítio extraordinário como Tomar é apaixonante”

Sandra Costa, 44 anos, é guia turística em Tomar e conta-nos como teve que readaptar a sua atividade...

Banco de voluntariado fez cinco mil máscaras

A vereadora Filipa Fernandes informou, na reunião de câmara, na segunda feira, acerca da entrega de mais...

Agrupamento 44 em Tomar assinala Bodas de Diamante com inauguração do museu Carlos Simões da Silva

O Agrupamento 44 do Corpo Nacional de Escutas em Tomar assinalou a 1 de julho, o seu 75.º aniversário, que corresponde a...

Comemorações dos 75 anos do Escutismo em Tomar

No passado dia 1 julho, o Agrupamento 44 dos Escuteiros do CNE, comemorou os 75 Anos do Escutismo em Tomar.

Covid-19: dois novos casos positivos em Ourém

Hoje, terça feira, dia 7 de julho, há dois novos casos positivos de Covid-19 no concelho de Ourém, subindo, assim, o total...

Festa dos Tabuleiros de 2019 com saldo positivo de 59 mil euros

A Festa dos Tabuleiros de 2019 custou 535 mil euros e a próxima Comissão terá 59 mil euros para iniciar a festa...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -