fbpx
17 C
Tomar

Novo leilão da fábrica de papel do Prado marcado para 12 de março

Relacionadas

PSD apresenta recomendação para melhorar e dignificar o Parque Empresarial de Tomar

Os vereadores do PSD na Câmara de Tomar, Francisco Madureira, Luís Ramos e Célia Bonet, apresentaram, na...

Politécnico de Tomar assinala Dia da Floresta Autóctone

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou, na segunda feira, dia 23 de novembro, o Dia da...

Vila Nova da Barquinha: município encerra equipamentos turísticos e culturais

Num esforço conjunto de contenção da propagação do Covid-19, o Município de Vila Nova da Barquinha, num...

Covid-19: atualização de dados regista 225 novos casos

O relatório epidemiológico do Médio Tejo registou, na segunda feira, dia 23, um total de 225 novos...

Cortado o abastecimento de água amanhã nos locais abastecidos pelo reservatório da Choromela

Na sequência da obra de melhoria das condições de segurança e higienização do reservatório da Choromela, da...

Já há data para o novo leilão da Fábrica do Prado: dia 12 de março depois de o anterior – tal como noticiámos – ter sido suspenso devido a uma guerra entre leiloeiras. Vai ser a leiloeira LeiloSeabra a avançar novamente com o leilão, mantendo o valor base de 2
milhões e 750 mil euros, um valor mais baixo do que na primeira tentativa de venda, através da leiloeira Domus Legis, que era de 3 milhões e 60 mil euros. Até agora a proposta mais alta é
de 1 milhão e 770 mil euros.

O leilão, que abrange os bens imóveis e móveis distribuídos por 194 lotes, realiza-se pelas 15 horas na própria fábrica, situada a cerca de seis quilómetros de Tomar.

Os bens imóveis são compostos por uma parte urbana – edifícios destinados a fabricação, oficinas, armazéns, arrecadações, escritórios, refeitório, posto médico, capela, com área

coberta de 25.465,00 m2, e logradouro com área de 31.215 m2 – e a parte rústica composta por terra de pastagem, oliveiras, cultura arvense de regadio de terreno estéril, mato, mata,
pinhal, eucaliptal, cultura arvense, construções rurais, leito de curso de água, com área de 54.910 m2.


A fábrica de papel do Prado parou de laborar no dia 30 de junho de 2017, depois de mais de 200 anos de funcionamento. Deixou no desemprego mais de 70 trabalhadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas

PSD apresenta recomendação para melhorar e dignificar o Parque Empresarial de Tomar

Os vereadores do PSD na Câmara de Tomar, Francisco Madureira, Luís Ramos e Célia Bonet, apresentaram, na...

Politécnico de Tomar assinala Dia da Floresta Autóctone

O Instituto Politécnico de Tomar (IPT) assinalou, na segunda feira, dia 23 de novembro, o Dia da...

Vila Nova da Barquinha: município encerra equipamentos turísticos e culturais

Num esforço conjunto de contenção da propagação do Covid-19, o Município de Vila Nova da Barquinha, num âmbito estritamente preventivo, vai encerrar...

Covid-19: atualização de dados regista 225 novos casos

O relatório epidemiológico do Médio Tejo registou, na segunda feira, dia 23, um total de 225 novos casos de infeções pelo coronavírus,...

Cortado o abastecimento de água amanhã nos locais abastecidos pelo reservatório da Choromela

Na sequência da obra de melhoria das condições de segurança e higienização do reservatório da Choromela, da responsabilidade da empresa Tejo Ambiente,...

CHMT abre candidaturas espontâneas para assistentes operacionais e enfermeiros

O Centro Hospitalar do Médio Tejo abriu a possibilidade de candidaturas espontâneas para enfermeiro(a)s e assistentes operacionais. Os interessados deverão enviar a...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -