fbpx
25.9 C
Tomar

Quinta Casal das Freiras aposta na modernização da sua Adega

Sobejamente conhecida pelos vinhos que produz, a Quinta Casal das Freiras, em Carvalhal Grande - Tomar, tem vindo a apostar modernização da sua adega, tendo submetido um projecto ao fundo comunitário PRODER2020, através da ADIRN - Associação do Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte.

Relacionadas

Novo single do músico Pedro Dyonysyo “O Ladrão” quer passar mensagem de combate às barreiras sociais

Pedro Dyonysyo, músico do Entroncamento, esteve nos estúdios da Rádio e Jornal “Cidade de...

Câmara de Tomar avança com demolição de mais barracas no Flecheiro

A Câmara de Tomar avançou, na quarta-feira, 5 de agosto, com a demolição...

Praia da Nazaré interdita a banhos

A Praia da Nazaré foi esta quarta-feira,...

Designer da Câmara de Tomar vence Prémio de Literatura Infantil na categoria Ilustração

Duarte Carolino, 48 anos, designer do Gabinete de Comunicação da Câmara Municipal de...

Aprovada a maioria dos artigos do novo “Estatuto do Antigo Combatente”

A comissão parlamentar da Defesa Nacional aprovou, na especialidade, por unanimidade, a maioria...

Sobejamente conhecida pelos vinhos que produz, a Quinta Casal das Freiras, em Carvalhal Grande – Tomar, tem vindo a apostar modernização da sua adega, tendo submetido um projecto ao fundo comunitário PRODER2020, através da ADIRN – Associação do Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte.

Com 180 hectares, esta quinta inclui ainda searas, olival e floresta além dos 16 hectares dedicados à vinha, implantadas em solos argilo-calcários de declive suave e ondulado com exposição a sul, onde predominam as castas nacionais.

José Vidal, proprietário da Quinta Casal das Freiras, recebeu-nos com simpatia na companhia da filha, Rita Vidal, explicando que esta é uma propriedade que tem passado de geração em geração, com muito carinho e dedicação. “Esta propriedade foi adquirida pelo meu bisavô sendo que, neste momento, estamos numa fase de transição para a quinta geração”, disse-nos. O nome desta propriedade advém de a mesma ter sido administrada por freiras até meados do século XIX.

Quando o seu bisavô a comprou, para além de vinho também se dedicou à produção de azeite, podendo ser encontradas na propriedade oliveiras milenares e um lagar do início do século XX hoje funcionando como um micro museu. “O meu bisavô era de Ovar e quando a filoxera (praga que em meados do século XIX, resultou na destruição de videiras) aparece começou a percorrer o país à procura de vinhos e toda esta zona era uma zona de produção de vinhos, sendo que numa dessas viagens encontrou esta propriedade que acabou por adquirir”, explicou.

– Notícia desenvolvida na edição que está nas bancas

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -
- Advertisement -

Últimas

Novo single do músico Pedro Dyonysyo “O Ladrão” quer passar mensagem de combate às barreiras sociais

Pedro Dyonysyo, músico do Entroncamento, esteve nos estúdios da Rádio e Jornal “Cidade de...

Câmara de Tomar avança com demolição de mais barracas no Flecheiro

A Câmara de Tomar avançou, na quarta-feira, 5 de agosto, com a demolição...

Praia da Nazaré interdita a banhos

A Praia da Nazaré foi esta quarta-feira, 5 de agosto, interditada a...

Designer da Câmara de Tomar vence Prémio de Literatura Infantil na categoria Ilustração

Duarte Carolino, 48 anos, designer do Gabinete de Comunicação da Câmara Municipal de Tomar, venceu a 7ª edição...

Aprovada a maioria dos artigos do novo “Estatuto do Antigo Combatente”

A comissão parlamentar da Defesa Nacional aprovou, na especialidade, por unanimidade, a maioria dos artigos do novo Estatuto...

PSD considera ilegal decisão da maioria PS em isentar a Burger King do pagamento de taxas de compensação

Na reunião do executivo de segunda-feira, 3 de agosto, as obras do restaurante Burger King, que se vai localizar na Av. ª Dr. Aurélio...
- Advertisement -

Mais notícias

- Advertisement -